Correio do Povo | Notícias | Mostra em Porto Alegre exibe intervenções em fotos de crianças

Porto Alegre

14ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

  • 02/05/2015
  • 16:26
  • Atualização: 16:45

Mostra em Porto Alegre exibe intervenções em fotos de crianças

"Sonho de Criança" estreia nesta terça em Porto Alegre

Projeto estreia nesta terça em Porto Alegre com 11 imagens | Foto: Marcia Beal e Marcos Escada / Divulgação / CP

Projeto estreia nesta terça em Porto Alegre com 11 imagens | Foto: Marcia Beal e Marcos Escada / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Fotografia, sensibilidade e muita fofura. Os elementos integram a exposição "Sonhos de Criança", que estreia nesta terça-feira, a partir das 19h, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Andradas, 1223), em Porto Alegre. A visitação fica aberta até o dia 3 de junho no espaço café.

A mostra reúne o trabalho de Marcia Beal, especialista em fotografia de recém-nascidos, com as intervenções digitais e criativas de Marco Escada. O resultado é um trabalho que retrata de forma personalizada a beleza da vida e o universo lúdico infantil. "Sonhos de Criança" tem 11 imagens inéditas de bebês de até um ano de idade num contexto artístico, e com envolvimento direto dos pais, através do gosto deles por histórias infantis e nas expectativas para a vida dos filhos.

Segundo Marcia Beal, esse tipo de trabalho, ainda inédito no Brasil, se dá através de um processo de concepção das obras em duas etapas. "No primeiro momento, é realizada uma sessão fotográfica com as crianças em um estúdio especialmente preparado para esse objetivo, com toda segurança e conforto”, explica. 

Concluída essa etapa, o projeto é personalizado pelo artista visual Marco Escada, que expressa a imaginação dos pais, de maneira individual e criativa para cada criança. Finalizando todo o processo, a imagem é impressa em processo Fine Art, que garante fidelidade das cores e grande durabilidade na obra final, que pode ainda ser emoldurada das mais diferentes formas. “O resultado são quadros eternizados para serem apreciados não só pela família, mas por qualquer pessoa que se sensibilize com o gesto e a imaginação das crianças de todas as gerações”, diz Marco.