Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
19º 29º


Faça sua Busca


Arte & Agenda > Variedades > Gente

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

06/04/2012 10:36 - Atualizado em 06/04/2012 11:08

Leiloada coleção de relógios de Alain Delon

Vendas renderam 443.875 euros

Ator francês tem 76 anos<br /><b>Crédito: </b> Thomas Samson / AFP / CP
Ator francês tem 76 anos
Crédito: Thomas Samson / AFP / CP
Ator francês tem 76 anos
Crédito: Thomas Samson / AFP / CP

O leilão da coleção de relógios de Alain Delon, organizado na noite dessa quinta-feira em Paris, na França, rendeu 443.875 euros, anunciou à AFP a casa de arremates Cornette de Saint-Cyr. Decidido pelo ator francês, que não estava presente, o leilão atraiu vários interessados, admiradores e simples curiosos, que encheram a sala, além de muitos compradores, sobretudo da China, pelo telefone.

Rolex, Cartier, Blancpain, Audemars-Piguet, Vacheron Constantin, Breitling...No total, foram cem relógios reunidos pelo ator por mais de meio século e todos tiveram comprador, alguns a preços acima do mercado, devido ao fato de o vendedor ser uma celebridade.

Antes desse leilão em Paris, foi organizada uma exposição da coleção em Hong Kong, onde Alain Delon é muito popular. Avaliado em 1, 8 mil euros, um Cartier Tank foi vendido por 68.750 euros, 40 vezes a estimativa inicial. Outro Cartier modelo Tonneau foi vendido por 26.250 euros, dez vezes a estimativa.

Alain Delon, de 76 anos, hospitalizado por 24 horas no início da semana para remediar uma arritmia cardíaca, explicou que vendia sua coleção para "resolver isso agora" porque "detesta vendas póstumas".

Bookmark and Share

Fonte: AFP







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.