Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 09/04/2012
  • 14:53
  • Atualização: 15:22

Repressão da ditadura soviética será o novo foco do Museu Stalin

Local abriu suas portas em 1937 na casa em que nasceu "o pai dos povos", na Geórgia

  • Comentários
  • AFP

A Geórgia vai transformar o museu consagrado ao mais célebre dos georgianos, Joseph Stalin, em um museu do estalinismo centrado na repressão exercida sob a ditadura soviética. O Museu Stalin, situado em Gori (noroeste de Tbilisi), localidade em que nasceu o ditador em 1878, "é incompatível com o presente e o futuro", segundo o ministro georgiano da Cultura, Nicoloz Rurua.

"A história não pode ser apagada e esta página tão difícil da história de nosso país deve ser contata convenientemente nestas paredes", acrescentou durante uma visita ao museu, segundo imagens exibidas pela televisão local. O museu abriu suas portas em 1937 na casa em que nasceu "o pai dos povos".

Em 2010, o regime pró-ocidental do presidente georgiano Mikhail Saakashvili retirou uma gigantesca estátua de Stalin da praça central de Gori instalada desde 1952, um ano antes da morte do ditador.

Bookmark and Share


TAGS » Cultura, Variedades