Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
25ºC
Amanhã
16º 23º


Faça sua Busca


Arte & Agenda > Variedades > Cinema

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

18/12/2013 10:30 - Atualizado em 18/12/2013 12:26

Will Ferrell retoma personagem em sequência de "O âncora"

Filme tem estreia prevista para 14 de fevereiro

Sequência tem estreia prevista para 14 de fevereiro<br /><b>Crédito: </b> Reprodução / Youtube / CP
Sequência tem estreia prevista para 14 de fevereiro
Crédito: Reprodução / Youtube / CP
Sequência tem estreia prevista para 14 de fevereiro
Crédito: Reprodução / Youtube / CP

Dez anos depois de "O âncora: A Lenda de Ron Burgundy", o humorista americano Will Ferrell retoma em "Anchorman 2: The Legend Continues". No Brasil o filme terá o curioso título de “Tudo por um furo”. O excêntrico personagem que catapultou sua carreira de Ferrel no cinema e abriu o caminho para uma nova geração de comediantes. O filme terá sua estreia nesta quarta-feira na América do Norte e tem previsão de lançamento nos cinemas brasileiros para 14 de fevereiro.
O diretor é Adam McKay, colaborador de Will Ferrell desde o início da carreira, com o qual rodou "Os Outros Caras" (2010), "Quase Irmãos" (2008) e "Ricky Bobby - A Toda Velocidade" (2006). Will Ferrel disse que sempre foi contrário a ideia de sequências, “pois queríamos que nos concentrar em novas idéias, mas se algum filme merecia uma continuação, era ‘O âncora’”, completou o comediante de 46 anos, se referindo ao seu trabalho ao lado de McKay.

O papel de Ron Burgundy, apresentador estrela de televisão em San Diego, um machista casca-grossa e sem noção, ocupa um lugar especial no coração de Will Ferrell. O ator situa o personagem perto do topo entre todos os seus papéis. "Para começar, é um personagem muito divertido. E também existe a história por trás do personagem, as dificuldades que tivemos para fazer o primeiro filme e o culto que não parou de crescer desde a estreia", disse o ator. "Este é um papel simbólico para mim e o ponto de partida de minha carreira", resume Ferrell, que antes era conhecido por sua participação no programa de TV Saturday Night Live.

O primeiro filme de Ron Burgundy, de 2004, também foi marcante para a carreira de Steve Carell, que um ano depois foi o protagonista em "O Virgem de 40 Anos". O filme foi o grande sucesso do produtor de Judd Apatow, atualmente o rei da comédia para adultos.

Improvisado a partir de um roteiro rigoroso, "Anchorman 2: The Legend Continues" é ambientado na década de 1980, e transforma Burgundy em um pioneiro dos canais de notícias 24 horas, em Nova York, onde ele chega com sua equipe: o homem da previsão do tempo (Carell), o repórter investigativo Brian Fantana (Paul Rudd) e o jornalista esportivo Champ Kind (David Koechner).

O roteiro, escrito por Ferrell e McKay, é o pretexto habitual para uma explosão de piadas irresistíveis, muitas resultado da improvisação dos atores, mas sempre a partir de um texto elaborado de maneira detalhada. "Queremos ter satisfação e confiança no que temos antes de filmar. Mas, uma vez no set, a improvisação nos leva a novos rumos", explica o ator Ferrell. "Damos muita importância ao improviso, apesar de não funcionar em 80% dos casos. Encontrar duas ou três piadas novas (por dia) já é muita coisa, não precisamos mais do que isto", completou o protagonista da trama.

E mesmo tirando "80%" dos improvisos, ainda prosseguem com uma quantidade considerável de boas ideias ou de variações de uma determinada cena, que não podem ser incluídas na montagem final por falta de espaço. Os produtores decidiram excepcionalmente editar um segundo filme com material totalmente original, "que esperamos que seja lançado ao menos em DVD", disse Ferrell.

"É a mesma história, mas com todas as piadas alternativas improvisadas. Perdi a conta, mas acho que são quase 300", revela. Ferrell disse que ele e Mckay não sentiram pressão no momento de produzir a sequência de um filme considerado cult. "É como se os Sex Pistols se preocupasse se suas guitarras estão afinadas", disse McKay. "Para fazer a coisa bem, o lance é não dar a mínima", completa o diretor.





Bookmark and Share



Fonte: AFP







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.