Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 07/01/2014
  • 09:06
  • Atualização: 09:26

Diretora neozelandesa presidirá júri do 67º Festival de Cannes

Jane Campion foi única mulher a receber Palma de Ouro na história do festival

Jane Campion foi a única mulher a receber uma Palma de Ouro na história do festival | Foto: Anne-Christine Poujoulat / AFP / CP

Jane Campion foi a única mulher a receber uma Palma de Ouro na história do festival | Foto: Anne-Christine Poujoulat / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A diretora neozelandesa Jane Campion, única mulher a receber uma Palma de Ouro por "O Piano", presidirá o júri do 67º Festival de Cannes, que acontecerá entre os dias 14 e 25 de maio, anunciaram os organizadores. "É uma grande honra para mim ter sido eleita para presidir o júri. E, para dizer a verdade, estou muito ansiosa", declarou em um
comunicado a cineasta de 59 anos, que substitui o produtor e diretor americano Steven Spielberg.

Jane Campion é um caso único na história do festival francês, tendo recebido duas Palmas de Ouro, a primeira em 1986 por seu curta-metragem "Peel", quando ainda era uma desconhecida, e a segunda em 1993 por "O Piano". Este mesmo filme foi premiado com o Oscar de melhor roteiro e sua estrela, a atriz Holly Hunter, premiada no Festival de Cannes e com o Oscar de interpretação. Jane Campion também será a primeira diretora genuína a presidir o júri do Festival de Cannes. As presidentes anteriores eram atrizes, como as francesas Isabelle Huppert em 2009 e Isabelle Adjani em 1997, embora a musa de Ingmar Bergman, a norueguesa Liv Ullmann, presidente em 2001, também tenha dirigido vários filmes.

Nascida em uma família de artistas, Campion estudou antropologia e pintura antes de dedicar-se ao cinema.
A cineasta acaba de emplacar um grande sucesso comercial e de crítica com a série de televisão "Top of the Lake", co-produção entre Estados Unidos, Austrália e Grã-Bretanha filmada na Nova Zelândia.

Bookmark and Share