Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
24ºC
Amanhã
19º 26º


Faça sua Busca


Arte & Agenda > Variedades

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

15/01/2014 12:28 - Atualizado em 15/01/2014 12:29

Ladrões tentam roubar as cinzas de Freud e de sua esposa

Urna ficou seriamente danificada após o crime em Londres

Crematório Golders Green guarda as cinzas de Sigmund Freud e sua esposa<br /><b>Crédito: </b> Leon Neal / AFP / CP
Crematório Golders Green guarda as cinzas de Sigmund Freud e sua esposa
Crédito: Leon Neal / AFP / CP
Crematório Golders Green guarda as cinzas de Sigmund Freud e sua esposa
Crédito: Leon Neal / AFP / CP

Ladrões tentaram roubar as cinzas de Sigmund Freud, pai da psicanálise, e de sua esposa Martha no cemitério londrino de e Hoop Lane. Segundo a polícia britânica, o caso ocorreu na virada do ano.

Como resultado, a urna ficou seriamente danificada, acrescentou a polícia, que abriu uma investigação. "Foi um ato desprezível de um ladrão desalmado", afirmou o detetive Daniel Candler, segundo o comunicado.

"Deixando de lado o valor financeiro da urna irreparável e o significado histórico de Freud, o fato de que alguém pretenda roubar um objeto sabendo que contém os últimos restos de uma pessoa é inacreditável", acrescentou Candler, que pediu a colaboração cidadã para resolver o caso.

Freud morreu em Londres, em 1939, aos 83 anos. O autor de "A interpretação dos sonhos", de origem judia, chegou de Viena a Londres um ano antes, depois da anexação da Áustria pela Alemanha nazista. Sua mulher Martha morreu 12 anos mais tarde, em 1951, também em Londres.

Bookmark and Share

Fonte: AFP





» Tags:Variedades


O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.