Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 31/01/2014
  • 08:22
  • Atualização: 09:03

“47 Ronins” estreia hoje em Porto Alegre

Filme considerado um fracasso pela Universal tem Keanu Reeves como estrela da produção

Keanu Reeves estrela o filme considerado um fracasso pelo estúdio | Foto: Universal Pictures / Divulgação / CP

Keanu Reeves estrela o filme considerado um fracasso pelo estúdio | Foto: Universal Pictures / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Luiz Gonzaga Lopes / Correio do Povo

As bilheterias do primeiro mês nos Estados Unidos e também no Japão já deram o recado de que o filme “47 Ronins”, que estreia nesta sexta, se vendeu com características de grande filme, mas que não passa de uma produção comum e que tem protagonista capaz de arrebatar o público, Keanu Reeves. Ele vive Kai, mestiço de pai japonês, samurai, e mãe europeia, que é tratado verticalmente pelos samurais da vila onde nasceu no Japão e que será fundamental na vingança de grupo de 47 samurais banidos, agora Ronins, contra o Lord Kira, que tomou o trono de Lord Asano, por meio de feitiçaria. O faturamento do primeiro mês nos Estados Unidos foi de US$ 38 milhões, pouco para um filme que custou US$ 170 milhões (R$ 364 milhões), considerado fracasso pela Universal.

Com versão em 3D, um pouco dispensável, o filme de Carl Erik Rinsch acompanha a trajetória de Kai, que é capaz de matar uma enorme criatura, ter velocidade descomunal e também aderir à síndrome de fantasia que acomete as produções hollywoodianas. Kai é protegido de mestre Samurai, Oishi (Hiroyuki Sanada), que se torna samurai banido, um Ronin, e não pode executar a sua vingança contra o Lord Kira (Tadanobu Asano), que auxiliado por feiticeira toma o vilarejo e a herdeira de Asano, Mika (Ko Shibasaki), apaixonada por Kai. Quando os 47 ronins se reúnem sob comando de Oishi, eles consumarão a vingança invadindo sutilmente o vilarejo.

Assista ao trailer:


Também estreia o nacional “Quando Eu Era Vivo”, de Marco Dutra, baseado em “A Arte de Produzir Efeito Sem Causa”, de Lourenço Mutarelli. Após divórcio, Júnior (Marat Descartes) vai para a casa do pai, Sênior (Antonio Fagundes) e desenvolve obsessão pela história da família.

Assista ao trailer:


Baseado na história real do assassinato de jovem negro, Oscar Grant, de 22 anos, pela Polícia, no primeiro dia de 2008, em San Francisco, nos EUA, “Fruitvale Station - A Última Parada” também estreia hoje. Dirigido por Ryan Coogler, acompanha a vida de Oscar (Michael B. Jordan), demitido do emprego e que esconde o fato de Sophina (Melonie Diaz) e da mãe (Octavia Spencer). Após a virada de ano, uma tragédia ocorre no metrô.

Assista ao trailer:


Bookmark and Share