Correio do Povo

Porto Alegre, 25 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
9ºC
Amanhã
17º


Faça sua Busca


Arte & Agenda > Variedades

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

31/01/2014 20:50 - Atualizado em 31/01/2014 20:53

Escolas de samba deixam o Complexo do Porto Seco

Corpo de Bombeiros verificou falta de equipamentos de prevenção contra incêndio

As escolas de samba da Capital tiveram que deixar nesta sexta-feira os barracões do Complexo Cultural do Porto Seco, por determinação do Corpo de Bombeiros, após vistoria que verificou falta de equipamentos de prevenção contra incêndio.

Segundo o presidente da Associação de Entidades Carnavalescas, Vitor Hugo Amaro, as escolas farão a preparação das alegorias, provisoriamente, nas comunidades. Uma reunião na entidade, na segunda-feira à noite, discutirá medidas.

À tarde, a prefeitura encaminhou ao Corpo de Bombeiros llaudo técnico para validar a condição das estruturas no Complexo. Em nota oficial, o Executivo diz que a interdição “será temporária”.

Confira a nota na íntegra:

"Respeito pelos Carnavalescos em primeiro lugar

A Prefeitura de Porto Alegre, através da Secretaria da Cultura, está focada em melhorar a qualidade do espetáculo Carnaval de Porto Alegre e as condições de trabalho daqueles que se dedicam a este, que é um dos maiores eventos culturais do sul do Brasil.

Durante todo ano de 2013 ocorreram debates sobre o Carnaval de Porto Alegre através da criação de um Grupo de Trabalho, proposto pelo Prefeito Fortunati. Esta ação constituiu um Grupo Gestor, representativo de várias secretarias municipais e da comunidade carnavalesca, permitindo um diálogo permanente e uma dinâmica administrativa inovadora.
A interdição do Porto Seco será temporária. Hoje foi entregue ao Corpo de Bombeiros o laudo técnico que faltava, validando a conformidade das estruturas no Complexo Cultural do Porto Seco. Este laudo foi exarado pela Smov somente em janeiro de 2014, pois a empresa que construiu os barracões necessitava concluir os muros de contenção de incêndio entre os barracões. O laudo permitirá que a Prefeitura de Porto Alegre prossiga na obtenção do PPCI definitivo para os barracões interditados.

Os barracões do Complexo Cultural do Porto Seco todos os anos passam por um desgaste natural, entretanto eles também são objeto de depredação em fiações, luminárias, mangueiras de segurança e extintores de incêndio. Estes itens estão sendo repostos mais uma vez pela Prefeitura de Porto Alegre através da Secretaria da Cultura, que arca com esta despesa anualmente.

A partir de 2014 os representantes das Escolas de Samba assinarão um termo de Cessão de Uso dos barracões, ficando, doravante, responsáveis pela manutenção destes espaços e seus respectivos PPCIs.
"


Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.