Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 18/02/2014
  • 07:46
  • Atualização: 08:48

Mostra Sotigui Kouyate apresenta clássicos do ator africano na Capital

Exibições ocorrem até dia 23 no CineBancários

Filme ´Little Senegal´, de Rachid Bouchareb, integra a Mostra Sotigu Kouyate, de hoje até o dia 23  | Foto: Acervo Cinemateca da Embaixada da França / Divulgação / CP

Filme ´Little Senegal´, de Rachid Bouchareb, integra a Mostra Sotigu Kouyate, de hoje até o dia 23 | Foto: Acervo Cinemateca da Embaixada da França / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Uma mostra de filmes inéditos sobre o importante ator africano Sotigui Kouyate começa nesta terça no CineBancários (rua General Câmara, 424, Centro) com exibições em três horários, com filmes alternados a cada dia. Com o apoio da Cinemateca da Embaixada da França, a mostra fica em cartaz em Porto Alegre até o dia 23 de fevereiro.

O nome Sotigui Kouyate significa o sábio do palco. O artista pertencia a uma ilustre família de griots de tradição oral do antigo Império do Mali, incluindo genealogistas, cantores, atores, historiadores. O artista participou de mais de 60 filmes e foi o ator favorito do diretor Peter Brook, tendo atuado em “A Tempestade”, “Hamlet”, consubstanciando o místico sufi Tierno Bokar. Trabalhou em filmes de Bernardo Bertolucci, Amos Gitai, Jean-Claude Carrière e outros. Também dirigiu uma versão de “Antígona”, de Sófocles, com o grupo Mandeka, trupe teatral que ele fundou em 1996. De 1990 a 1996, Kouyaté excursionou pelos Estados Unidos e Europa como “La Voix du Griot”. Em 2009, Kouyaté ganhou um Urso de Prata no Festival de Berlim por seu trabalho no filme de Rachid Bouchareb, “London River”. Em 2010, morreu em Paris, um ano após uma doença pulmonar aguda.

Dá início à mostra o longa-metragem “Keita! A Herança de Griot” (1995), uma comédia dramática sobre um contador de histórias que tem um sonho intrigante. Às 17h, a sessão será com “A Coragem dos Outros”, drama histórico de Christian Richard (1982) sobre uma savana atacada por mercadores de escravos. O documentário “Sotigui Kouyaté, um Griot Moderno” acompanha o retorno do artista à sua cidade natal, após 30 anos de ausência. Também integram a seleção “A Genesis” e “Little Senegal”.


Bookmark and Share