Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 25/04/2014
  • 13:43
  • Atualização: 14:48

Fidel Castro está "consternado" pela morte de García Márquez

Fila de populares se formou para assinatura do livro de pêsames

Fãs do escritor formaram fila para assinar o livro de condolências | Foto: Yamil Lage / AFP / CP

Fãs do escritor formaram fila para assinar o livro de condolências | Foto: Yamil Lage / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A saúde do líder cubano Fidel Castro está "muito boa", mas ele está "consternado" com a morte do escritor colombiano Gabriel García Márquez, declarou nesta sexta-feira o vice-presidente de Cuba Miguel Díaz-Canel. A afirmação foi feita a jornalistas na embaixada da Colômbia em Havana, onde ele assinou o livro de condolências pela morte do escritor em 17 de abril. Uma fila de populares se formou para a assinatura do livro de pêsames pela morte do Nobel colombiano de Literatura Gabriel Garcia Marquez.

Fidel Castro, afastado do poder desde 2006 por razões de saúde, tem ficado em casa, onde escreve livros, artigos para jornais e recebe amigos. Questionado pela imprensa sobre o silêncio de Fidel Castro, de 87 anos, após a morte de García Márquez e como isso o afetou, Díaz-Canel afirmou que "Fidel é um homem de grande sensibilidade humana e, portanto, a perda do amigo pesa". O líder cubano e seu irmão, o presidente Raúl Castro, enviaram flores ao funeral de Gabo, no México, segundo a imprensa local. 

Bookmark and Share