Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 28/04/2014
  • 22:39
  • Atualização: 23:45

Projeto ”Histórias Verdadeiras” reúne pessoas para contar experiências de vida

Quinta edição ocorre nesta terça-feira, 20h, com a temática "Perdas e Ganhos"

 Projeto Histórias Verdadeiras reúne pessoas para contar experiências de vida | Foto: Divulgação / CP

Projeto Histórias Verdadeiras reúne pessoas para contar experiências de vida | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Ocorre nesta terça-feira, dia 29, no palco do pub 72 NY(Av. Nova York, 72),  a 5ª edição do evento “Histórias Verdadeiras” em Porto Alegre. O projeto traz uma seleção de pessoas para relatar histórias de suas vidas com começo meio e fim. “As pessoas que vão ouvir acabam comparando as histórias com as suas próprias vidas, porque são experiências reais”, explica o ator Pedro Corbetta, um dos realizadores e o apresentador do evento.

Pedro e sua esposa, Karina Steiger, trouxeram o projeto para Porto Alegre em novembro do ano passado, inspirados por uma experiência de Karina em Nova York, onde ela teve contato com a ideia que existe há 12 anos nos Estados Unidos e há quatro na Inglaterra.

O “Histórias Verdadeiras” em sua versão porto-alegrense reúne mensalmente no pub 72 NY pessoas que estão dispostas a contar histórias que marcaram suas vidas. A 5ª edição começa a partir das 20h, com o tema “Perdas e Ganhos” e abertura musical seguida do depoimento de Diza Gonzaga, presidente da fundação Thiago Moraes Gonzaga- Vida Urgente, que será a primeira de cinco histórias apresentadas.

As histórias são garimpadas por Pedro e  Karina através das redes sociais e de contatos, mas futuramente as participações estarão abertas para inscrições no site do projeto, que ainda não está disponível. “Todo mundo tem uma história para contar, e ali é um verdadeiro strip tease da alma, a pessoa se revela”, diz Karina, que contou sua história em uma edição americana do projeto e resolveu trazer a iniciativa para o Brasil.

Os encontros reúnem pessoas com as mais variadas experiências de vida, que compartilham um mesmo tema em suas histórias e dispõem de cerca de 15 minutos para contá-las. “O que nós procuramos é dissolver as barreiras socioeconômicas e buscar trazer histórias diferentes umas das outras”, conta Karina.

As edições anteriores trouxeram temas como adoção, maternidade, relacionamento e histórias de mulheres, com relatos de anônimos e de figuras conhecidas que participam voluntariamente.

Bookmark and Share


TAGS » Variedades, Cultura