Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 09/05/2014
  • 08:29
  • Atualização: 11:37

Por questões religiosas, China proíbe exibição de "Noé"

Superprodução com Russel Crowe não será exibida na Indonésia, Malásia, Catar e Emirados Árabes

Por questões religiosas, China proíbe exibição de Noé no país | Foto: Niko Tavernise / Paramount Pictures / Divulgação / CP

Por questões religiosas, China proíbe exibição de Noé no país | Foto: Niko Tavernise / Paramount Pictures / Divulgação / CP

  • Comentários
  • AFP

As autoridades em Pequim proibiram a exibição do filme "Noé", com Russel Crowe, no território chinês, seguindo a decisão já adotada por vários países muçulmanos.

A produtora Paramout Pictures tentava garantir a exibição de "Noé" na China enfatizando sua "mensagem ambiental", mas a especial sensibilidade do regime chinês com temas religiosos impediu a distribuição do filme baseado na Bíblia. Uma fonte ligada à produtora, que pediu para ter a identidade preservada, disse simplesmente que o filme "não sairá na China".

A superprodução, que foi lançada em março nos Estados Unidos, já é proibida no Barein, Indonésia, Malásia, Catar e Emirados Árabes Unidos, entre outros.

Nos Estados Unidos, "Noé" também despertou algumas reservas por parte de Igrejas cristãs escandalizadas com o papel pouco convencional de Crowe na pele de uma figura importante tanto para cristãos como para muçulmanos.

Assista ao trailer:



Bookmark and Share