Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 17/05/2014
  • 10:38
  • Atualização: 10:57

Palco Giratório Sesc traz diversidade em cena

Festival tem espetáculos de dança, bate-papos e teatro políticos na programação

Cine Monstro é espetáculo de Enrique Diaz  | Foto: Nathalie Melot / Divulgação / CP

Cine Monstro é espetáculo de Enrique Diaz | Foto: Nathalie Melot / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Vera Pinto / Correio do Povo

Criado em 2010 para celebrar os 60 anos dedicados à dança pela coreógrafa e bailarina Angel Vianna, 85 anos, homenageada no Palco Giratório Sesc 2014, “Qualquer Coisa a Gente Muda” se despede neste sábado, 21h, no Teatro do Museu do Trabalho (Andradas, 230), com a participação da experiente artista e da bailarina Maria Alice Poppe. Após a sessão haverá bate-papo mediado pelo diretor Carlos Mödinger.

Adaptação do romance de João Ubaldo Ribeiro “Sargento Getúlio” pode ser conferida apenas neste sábado, 20h, na Sala Álvaro Moreyra (Érico Veríssimo, 307), com o grupo baiano Teatro Nu. Militar deve transportar prisioneiro, inimigo de seu chefe, mas, como o panorama político muda, recebe ordens para soltá-lo. Dado seu temperamento, resolve terminar a missão. Após a sessão haverá debate.

A coragem da busca pela alegria, apesar dos impasses, diferenças, angústias e inquietações do cotidiano de quatro amigos é o mote da última criação da Cia. Luna Lunera (MG), em “Prazeres”, hoje e amanhã, às 19h, no Teatro do Sesc (Alberto Bins, 665). Também sábado e domingo, 19h, mas no Renascença (Érico Veríssimo, 307), a Cia. do Latão (SP) encena sua mais ambiciosa obra, “Ópera dos Vivos”, que reflete sobre a mercantilização do trabalho artístico e sua ideologia dos anos 1960 até hoje. Com quatro horas de duração, é dividida em quatro atos. Finalmente no Theatro São Pedro (Praça da Matriz, s/nº), sábado, às 21h, e domingo, 18h, Enrique Diaz dá vida a 13 personagens em “Cine Monstro”, seu primeiro solo, com tom de suspense nas histórias de violência e crueldade. 


Bookmark and Share