Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 29/05/2014
  • 09:18
  • Atualização: 09:25

Duas mostras inauguram hoje na Fundação Iberê Camargo

Obras de Nuno Ramos integram exposição "Ensaio Sobre a Dádiva"

Obras de Nuno Ramos integram exposição Ensaio Sobre a Dádiva | Foto: Fabio Del Re / Divulgação / CP

Obras de Nuno Ramos integram exposição Ensaio Sobre a Dádiva | Foto: Fabio Del Re / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Fundação Iberê Camargo (Padre Cacique, 2000) inaugura duas exposições nesta quinta-feira, a partir das 19h. O escultor, pintor, ensaísta e videomaker Nuno Ramos apresenta "Ensaio Sobre a Dádiva", no 4º andar. A coletiva "Liberdade em Movimento", com trabalhos de 20 artistas contemporâneos, ocupa o 3º andar.

Considerado um dos mais importantes artistas contemporâneos do país, Nuno Ramos exibe três instalações produzidas sob medida para o local, com dois filmes e 27 gravuras criadas no Ateliê de Gravura da FIC, sob técnica mista (monotipia). A mostra é inspirada em estudos etnográficos e cita um ensaio sobre o dom de Marcel Mauss, tido como a obra-prima do antropólogo, e capaz de inaugurar uma nova era nas ciências sociais.

"Liberdade em Movimento" reúne fotos, vídeos, desenhos, instalações e objetos. Todas usam o movimento, mas principalmente o ato de andar, como estratégia criativa. Isso pode incluir desde registros de ações abertamente militantes até obras que buscam desmaterializar a arte. O Brasil estará presente com obras de Arthur Barrio, Cildo Meireles, André Severo e Clarissa Tossin. Destacam-se também o inglês Richard Long e o russo Andre Monastyrski. Long é um dos expoentes da land art, que valoriza o processo de transformação da natureza pelo homem. A visitação pode ser feita até 10 de agosto.

Bookmark and Share