Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 18/06/2014
  • 16:10
  • Atualização: 17:29

Um Picasso descoberto debaixo de outro Picasso nos EUA

Especialistas suspeitavam desde 1950 que havia outra pintura sob a tela

A sala azul pertence à Coleção Phillips, de Washington | Foto: The Phillips Collection / AFP / CP

A sala azul pertence à Coleção Phillips, de Washington | Foto: The Phillips Collection / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Uma pintura de Picasso que representa um homem barbudo foi descoberta debaixo de outra pintura do artista espanhol, "A sala azul", que pertence à Coleção Phillips, de Washington, durante uma investigação para descobrir mais detalhes sobre a obra.

Os especialistas suspeitavam desde os anos 1950 que havia outra pintura sob a tela de 1901, na qual se vê uma mulher se asseando, uma obra do chamado período azul (1901-1904) do artista, indicou Susan Frank, restauradora adjunta do museu. Em 2008, confirmou-se pela primeira vez que existia uma obra debaixo da outra, mas agora, com o estudo dos pigmentos, é possível afirmar que se trata de uma pintura de Picasso.

A análise foi realizada pelo museu, proprietário da obra desde 1927, em colaboração com a National Gallery of Art de
Washington, o Wintherthur Museum de Delaware e a Universidade de Cornell (estado de Nova York). O homem retratado tem barba e bigode, aparenta uns 40 anos e, entre os nomes atentados, está o do marchand de arte Ambroise Vollard e do crítico Gustave Coquiot, mas por ora ninguém sabe com certeza de quem seria o retrato. 



Bookmark and Share