Porto Alegre

15ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Abril de 2017

  • 10/01/2017
  • 19:59
  • Atualização: 20:20

Prefeitura e escolas de samba se reúnem para tentar viabilizar Carnaval

Marchezan ressaltou “calamidade financeira” e Liespa garantiu desfiles, mesmo em tamanho menor

Reunião entre o prefeito Nelson Marchezan e representantes da Liga Independente das Escolas de Samba ocorreu nesta terça-feira  | Foto: Mauro Schaefer

Reunião entre o prefeito Nelson Marchezan e representantes da Liga Independente das Escolas de Samba ocorreu nesta terça-feira | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Jézica Bruno

O Carnaval de Porto Alegre vai ser realizado, mas apenas com recursos da iniciativa privada. A afirmação foi feita nesta terça-feira em reunião realizada com representantes da Liga Independente das Escolas de Samba (Liespa) e o prefeito Nelson Marchezan Júnior.

Enquanto o prefeito declarou não poder disponibilizar nenhum aporte para o evento e salientou que enfrenta uma “catástrofe financeira” na prefeitura, devido a dívidas que ultrapassam o anunciado, como mais de R$ 45 milhões apenas com o Departamento Municipal Limpeza Urbana (Dmlu), os líderes das escolas de samba confirmaram a grande festa, mas com prioridade para pagar R$ 2,1 milhões, que já foram comprometidos, e buscar o restante do valor para o desfile.

“As escolas têm que ir para a rua, elas possuem um compromisso com a sua comunidade e esse desfile acontecerá. O tamanho e o modo que ele será nós vamos saber nos próximos dias”, afirmou o presidente da Liespa Juarez Gutierres.

O modelo de Carnaval independente da verba pública deve prevalecer nos próximos anos. “Vamos trabalhar para buscar recursos na iniciativa privada e tornar o Carnaval de Porto Alegre um grande evento autossustentável, independente do poder público e livre para buscar os caminhos que achar necessário”, afirmou o prefeito.

Apesar das incertezas, a Prefeitura confirmou a escolha da Rainha do Carnaval para domingo. O evento ocorre a partir das 15h na sede da Liga Independente das Escolas de Samba (Liespa) com 16 concorrentes.