Correio do Povo | Notícias | Carta antissemita de Wagner é leiloada em Israel por 42 mil dólares

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

  • 24/04/2018
  • 16:58
  • Atualização: 17:28

Carta antissemita de Wagner é leiloada em Israel por 42 mil dólares

Peça datada de 1869 e dirigida ao filósofo francês Edouard Schure foi vendida para um judeu suíço

Peça foi vendida para um judeu suíço | Foto: Menahem Kahana / AFP / CP

Peça foi vendida para um judeu suíço | Foto: Menahem Kahana / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Uma carta escrita por Richard Wagner alertando para a influência judaica na cultura foi leiloada por 42 mil dólares em Israel nesta terça-feira. Wagner, cuja grandiosa e nacionalista obra do século XIX é repleta de antissemitismo, misoginia e ideais de pureza racial, foi o compositor favorito de Adolf Hitler. Apesar de nenhuma lei em Israel proibir suas músicas de serem tocadas no país, orquestras e salas evitam fazê-lo devido aos protestos e confusões que marcaram apresentações no passado.

A carta manuscrita é datada de 25 de abril de 1869 e dirigida ao filósofo francês Edouard Schure. O compositor afirma que a assimilação dos judeus na sociedade francesa impede a observação da "corrosiva influência do espírito judaico na cultura moderna", acrescentando que os franceses sabem "muito pouco" sobre os judeus. Ela foi vendida a um judeu suíço, segundo os organizadores do leilão, que não revelaram sua identidade.