Correio do Povo | Notícias | Ilustração de Hergé é leiloada por mais de 600 mil euros

Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 17 de Novembro de 2018

  • 04/05/2018
  • 07:53
  • Atualização: 08:09

Ilustração de Hergé é leiloada por mais de 600 mil euros

Capa do semanário "Petit Vingtième", arte foi publicada em 22 de junho de 1939

Ilustração de Hergé é leiloada por mais de 600 mil euros  | Foto: Divulgação / Christie's / CP

Ilustração de Hergé é leiloada por mais de 600 mil euros | Foto: Divulgação / Christie's / CP

  • Comentários
  • AFP

Uma ilustração desenhada e pintada por Hergé, o artista belga criador de Tintín, foi vendida por mais de 600 mil euros em um leilão realizado nesta quinta-feira pela Christie's em Paris. A obra, cujo valor estimado era de entre 500 mil e 600 mil euros, foi vendida por 629 mil euros, com os gastos incluídos.

Esta quantia é mais alta do que o preço alcançado em novembro de 2017 por uma obra similar que foi vendida por 505 mil pela casa de leilões Artcurial. Está abaixo, contudo, do preço pago por um comprador por outra ilustração do estilo: 770.600 euros na mesma casa de leilões.

A aquarela vendida nesta quinta-feira foi feita para a capa do semanário "Petit Vingtième" e publicada em 22 de junho de 1939 para ilustrar um episódio de "O cetro de Ottokar". A ilustração representa Tintin, faminto, que foge do reino imaginário de Bordury segurando contra o peito uma garrafa de vinho e um pão. Milou aparece a seu lado com um osso na boca. Seu alto valor e a expectativa em torno da venda se devem ao fato de a imagem não ter sido usada no álbum "O cetro de Ottokar".

Esta obra nunca havia ido a leilão. Foi um presente de Hergé a um amigo e depois "permaneceu na família de seu feliz destinatário durante cerca de 77 anos", explicou Philippe Goddin biógrafo do artista e autor da resenha para este lote feita pela casa de leilões. "Esta é uma joia da obra de Hergé que renasce aqui, quase como um milagre", destacou.

"Embora uma grande quantidade desses desenhos tenham sido conservados pelo autor, há outros que se perderam ou foram presenteados a amigos ou conhecidos. E entre esses últimos, 'nec plus ultra', são poucos aqueles em que ele se deu ao trabalho colorir antes de entregá-los", acrescentou Goddin.

As capas de "Petit Vingtième" fazem parte das obras mais buscadas pelos colecionadores de Hergé. No período de "O cetro de Ottokar", Hergé trabalhava sozinho, desenhando e pintando com tinta chinesa a ilustração da capa. Para esta sexta-feira, a casa Artcurial prevê outro leilão com várias obras de Hergé, incluindo numerosas litografias, esculturas e álbuns