Correio do Povo | Notícias | "Corra!" é eleito o filme do ano pela Associação de Críticos de Cinema Online

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de Abril de 2018

  • 29/12/2017
  • 16:43
  • Atualização: 17:15

"Corra!" é eleito o filme do ano pela Associação de Críticos de Cinema Online

Longa sobre racismo também venceu na categoria de melhor roteiro original

Daniel Kaluuya protagoniza filme dirigido por Jordan Peele | Foto: Divulgação / CP

Daniel Kaluuya protagoniza filme dirigido por Jordan Peele | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Associação de Críticos de Cinema Online, a maior e mais importante entidade de profissionais que atuam primariamente na internet, anunciou nesta sexta-feira, os vencedores de seu prêmio anual. O longa "Corra!", uma sátira sombria sobre o racismo na sociedade contemporânea, foi o grande ganhador: o longa foi eleito o melhor filme e teve o seu roterio laureado como melhor roteiro original. Na trama, um jovem fotógrafo faz uma faz uma viagem com sua namorada ao local onde a família dela mora. Lá, ele é recebido com muito carinho, amor e sorriso, mas, com o passar do tempo, o rapaz descobre um segredo sombrio sobre aquelas duas pessoas que vão se mostrando completamente diferentes da primeira impressão.

• "Corra!" lidera indicações ao Gotham, primeira premiação da temporada

O romance dramático "Me Chame Pelo Seu nome", inspirado no livro homônimo de André Aciman, venceu a disputa de melhor roteiro adaptado e o protagonista Timothée Chalamet foi eleito o artista revelação em 2017. Na trama, o jovem interpreta Elio, um italiano de 17 anos que se apaixona por Oliver, de 24, que é hóspede da casa de seus pais na Riviera italiana. Durante seis semanas, eles vivem um relacionamento intenso e que muda suas vidas. Outro destaque foi "Dunkirk", cujo diretor Christopher Nolan foi eleito o melhor do ano, e também levou o prêmio de melhor edição.

Sally Hawkins, de "A Forma da Água", que lidera as indicações ao Globo de Ouro, foi eleita a melhor atriz por seu papel como uma zeladora de um laboratório experimental secreto do governo que conhece e se apaixona por uma criatura fantástica mantida presa no local. Interpretando o ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill em "O Destino de Uma Nação", Gary Oldman ganhou na categoria de melhor ator. As disputas de atuação também tiveram Laurie Metcalf, de "Lady Bird - A Hora de Voar", e Sam Rockwell, de "Três Anúncios Para um Crime", como melhor atriz e ator coadjuvante, respectivamente. O último longa ainda ganhou o prêmio de melhor elenco.

"A disputa deste ano foi apertada, e por uma boa razão. Havia tantos filmes feitos por minorias (mulheres, pessoas de cor, LGBTs, pessoas com deficiência, etc.) sobre minorias. Eles apresentaram histórias importantes, perspectivas e comentários sociais muito necessários. Adicione a isso os poderosos perfis de atores veteranos e de recém-chegados que acabaram de ter momentos difíceis", disse a instituição em um comunicado.

Confira os vencedores:

Melhor filme: "Corra!"

Melhor direção: Christopher Nolan, "Dunkirk"

Melhor roteiro original: Jordan Peele, "Corra!"

Melhor roteiro adaptado: James Ivory, "Me Chame Pelo Seu Nome"

Melhor atriz: Sally Hawkins, "A Forma da Água"

Melhor ator: Gary Oldman, "O Destino de uma Nação"

Melhor atriz coadjuvante: Laurie Metcalf, "Lady Bird: A Hora de Voar"

Melhor ator coadjuvante: Sam Rockwell, "Três Anúncios Para um Crime"

Melhor elenco: "Três Anúncios Para um Crime"

Melhor ator/atriz revelação: Timothée Chalamet, "Me Chame Pelo Seu Nome"

Melhor edição: Lee Smith, "Dunkirk"

Melhor direção de fotografia: Roger Deakins, "Blade Runner 2049"

Melhor documentário: "Visages, Villages"

Melhor filme estrangeiro: "120 Batimentos por Minuto" (França)

Melhor filme de animação: "Viva - A Vida é uma Festa"