Correio do Povo | Notícias | Mostra de Cinemas Africanos começa nesta sexta em Porto Alegre

Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

  • 06/12/2018
  • 13:46
  • Atualização: 22:31

Mostra de Cinemas Africanos começa nesta sexta em Porto Alegre

Evento promove a exibição de 22 filmes na Cinemateca Capitólio

"Supa Modo" é o filme de abertura da programação | Foto: One of Day Films / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Porto Alegre recebe a Mostra de Cinemas Africanos a partir desta sexta-feira. O evento será realizado na Cinemateca Capitólio Petrobras (Rua Demétrio Ribeiro, 1085) até o dia 16 de dezembro e contará com a exibição de 22 filmes, entre longas e curtas-metragens de ficção e documentário.

A curadoria foi pensada como forma de proporcionar ao público brasileiro o acesso a filmes africanos nos últimos cinco anos. Em função disso, os títulos selecionados foram produzidos a partir de 2011 em países como Sudão, África do Sul, Quênia, Nigéria, Senegal e Burkina Faso. Obras dirigidas por cineastas de origem africana em diáspora, especialmente na França, também entram para a programação. A mostra contará também com quatro debates em sessões comentadas por especialistas em cinema, África e temas afins, proporcionando uma chance rara de conhecer e discutir uma cinematografia vibrante e diversa em temáticas, paisagens e estéticas. 

A abertura da Mostra de Cinemas Africanos em Porto Alegre ocorre às 20h desta sexta, com o longa-metragem queniano “Supa Modo”, de Likarion Wainaina. O filme, inédito no Brasil, narra a história de Jo, uma garota de nove anos que tem uma doença terminal. O único conforto nesse momento difícil é sonhar em ser uma super-heroína. Outro destaque é o longa-metragem “Rafiki”.

Veja a programação:

07/12 (sexta-feira)

20h – Abertura da mostra com “Supa Modo”, de Likrarion Wainaina (Quênia, 2018)

* Debate pós-sessão: Distribuição e circulação dos cinemas africanos: o acesso aos filmes

08/12 (sábado)

18h30min - "Wallay", de Berni Goldblat (Burkina Faso/França, 2017)

20h - "Rafiki", de Wanuri Kahiu (Quênia, 2018)

* Debate pós-sessão: Por um cinema negro, feminino e LBTQ

09/12 (domingo)

18h30min - "Vaya", de Akin Omotoso (África do Sul, 2016)

20h30min - Programa de curtas: parceria New York African Film Festival

11/12 (terça-feira)

18h30min - "Solte a voz", de Amandine Gay (França, 2018)

* Debate pós-sessão: Representatividade feminina negra: desdobramentos entre África e Brasil

12/12 (quarta-feira)

18h30min - "Supa Modo", de Likarion Wainaina (Quênia, 2018)

13/12 (quinta-feira)

18h30min - "Rafiki", de Wanuri Kahiu (Quênia, 2018)

14/12 (sexta-feira)

18h30min - "No ritmo do Antonov", de hajooj kuka (Sudão, 2014)

15/12 (sábado)

15h45min - Programa de curtas: parceria FestiFrance

18h – "Martha & Niki", de Tora Mårtens (Suécia, 2016)

* Debate pós-sessão: Mulheres e culturas urbanas

16/12 (domingo)

14h – Programa de curtas: filmes de Ekwa Msangi (Quênia) + “Árvore sem frutos”, de Aïcha Macky (Franca/Níger, 2016)

16h - “M de Menino”, de Chika Anadu (Nigéria, 2013)