Correio do Povo | Notícias | História de Torquato Neto ganha vida nos cinemas

Porto Alegre

12ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 24 de Junho de 2018

  • 07/03/2018
  • 07:57
  • Atualização: 08:06

História de Torquato Neto ganha vida nos cinemas

Filme traz 26 textos do escritor tropicalista, além de entrevistas e diários

História de Torquato Neto ganha vida nos cinemas | Foto: Divulgação / CP

História de Torquato Neto ganha vida nos cinemas | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Pela primeira vez, a vida e obra do poeta piauiense Torquato Neto (1944-1972) ganha as telas dos cinemas no documentário “Torquato Neto – Todas as horas do fim”, dirigido por Eduardo Ades e Marcus Fernando, que estreia amanhã, pelo projeto Sessão Vitrine Petrobras. Um dos pensadores e letristas mais ativos da Tropicália, Torquato Neto atuou em diversas frentes, deixando sua marca inventiva na poesia, na música, no cinema, no jornalismo e na produção cultural.

Com direção da dupla formada por Marcus Fernando e Eduardo Ades, o filme traz 26 textos da autoria de Torquato Neto para contar a sua história. Poemas, colunas de jornal, cartas para amigos e parentes, e trechos de diários são interpretados pelo ator Jesuíta Barbosa, que dá voz ao poeta. Além dos textos, o documentário conta ainda com uma entrevista em áudio do poeta, depoimentos de amigos e parceiros, como Gilberto Gil, Caetano Veloso e Tom Zé, e 19 músicas de Torquato interpretadas por nomes como Elis Regina, Edu Lobo, Gil e Caetano, incluindo seus maiores sucessos, “Pra Dizer Adeus”, “Geleia Geral”, “Mamãe, Coragem” e “Let’s Play That”.

Torquato começou na música na década de 60, compondo em parceria com Edu Lobo, Caetano Veloso e Gilberto Gil. Sua morte ocorreu em novembro de 1972, após seu aniversário de 28 anos, suicidou-se em seu apartamento, no Rio de Janeiro.

Confira o trailer: