Correio do Povo | Notícias | Teatro Sete de Abril reabre em 2017

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 30/05/2015
  • 16:27
  • Atualização: 16:49

Teatro Sete de Abril reabre em 2017

Patrimônio está localizado no centro de Pelotas

O teatro, inaugurado em 1883, será climatizado e adequado para acessibilidade | Foto: Gustavo Vara / SETUR / Divulgação / CP

O teatro, inaugurado em 1883, será climatizado e adequado para acessibilidade | Foto: Gustavo Vara / SETUR / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Angélica Silveira

Considerado o teatro mais antigo do estado, o Sete de Abril deverá reabrir suas portas, no mínimo, no fim do ano de 2017. A previsão é da arquiteta da Secretaria Municipal de Cultura de Pelotas, Paulina von Laer. O teatro fechou no dia 15 de março de 2010. “O prédio foi fechado porque a cobertura corria risco de desabamento”, justifica Paulina.

Entre junho de 2013 e agosto de 2014 foi realizada a reforma da cobertura de forma emergencial. Para a obra foi disponibilizado em torno de R$ 1,5 milhão, financiado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) com uma contrapartida de 10% da prefeitura.

O teatro, que pertence ao município, foi inaugurado em 2 de dezembro de 1833. “Ele ainda não está em condições de uso. Estamos fazendo um projeto executivo, pois com a obra da cobertura foram retiradas as cadeiras da plateia e apareceram problemas, como a umidade, por exemplo, que serão sanados com a obra”, justifica. Ela acredita que o projeto executivo será entregue no mês de junho. Após, ele deverá passar por avaliação do Iphan e da direção do programa PAC Cidades Históricas, além de aprovação dos órgãos competentes.

Para a obra serão utilizados R$ 6,5 milhões. “Espero que a licitação seja realizada ainda neste ano para que a obra possa começar em 2016”, projeta. A ideia é que a restauração dure aproximadamente 18 meses. A parte física será inteiramente reformada, além das cadeiras, paredes e plataformas. O local também será climatizado e adequado às normas de acessibilidade e de prevenção contra incêndio.

Antes da obra, o local tinha aproximadamente 700 lugares. “A projeção é que até o final de 2017 tudo esteja pronto, mas temos que lidar com licitação que demora", pondera.