Correio do Povo | Notícias | "O Relevo" traduz obras de edições anteriores da Bienal do Mercosul

Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de Julho de 2018

  • 14/03/2018
  • 14:17
  • Atualização: 14:55

"O Relevo" traduz obras de edições anteriores da Bienal do Mercosul

Mostra de Lenora Rosenfield proporciona experiência sensorial tecnológica

Mostra pode ser conferida desta sexta até 02 de junho | Foto: Divulgação / CP

Mostra pode ser conferida desta sexta até 02 de junho | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Inaugura nesta semana no Centro Cultural Ceee Erico Verissimo (Rua dos Andradas, 1223), em Porto Alegre, a exposição "O Relevo", na qual a artista plástica Lenora Rosenfield traduz obras que já estiveram presentes ao longo de dez edições da Bienal do Mercosul e proporciona uma experiência sensorial tecnológica. A visitação ocorre de sexta-feira até o dia 02 de junho, de terças a sextas, das 10h às 19h, e aos sábados, das 11h às 18h. A entrada é gratuita.

As obras que compõem "O Relevo" foram desenvolvidas com a técnica inédita de afresco sintético, criada por Lenora, e interpretadas nas mesmas dimensões e cores das originais, para que possam ser compreendidas e experimentadas por deficientes visuais por meio do toque. Os visitantes com visão também poderão aproveitar as sensações da mostra, já que o ambiente com baixa luminosidade nivelará a percepção de todos os presentes.

A experiência tecnológica acontece por meio de uma luva, criada em uma parceria da artista com a empresa ThoughtWorks Creative Technology Consultants. Com o acessório, desenvolvido por plataformas próprias para aplicação de placas e chips em tecidos e vestimentas, os visitantes poderão enxergar os trabalhos de Lenora com a ponta dos dedos.

Entre as 12 obras em destaque, dez traduções e duas autorais, estão "A Negra", de Tarsila do Amaral (Brasil); "Composición V", de Maria Freire (Uruguai); “B.iB portrait #8”, de Kimani Beckford (Jamaica); “Composição”, de Fernand Léger (França) e "Bomba", de Renzo Assano e Laila Terra (Brasil). Já as peças autorais de Lenora retratam os continentes e representam o elo que conecta todos os trabalhos da mostra, criados por artistas de diversas regiões do mundo. O conjunto poderá ser apreciado no catálogo que acompanha a exposição.