Correio do Povo | Notícias | Escritor mexicano Sergio Pitol morre aos 85 anos

Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de Julho de 2018

  • 12/04/2018
  • 16:46
  • Atualização: 16:54

Escritor mexicano Sergio Pitol morre aos 85 anos

Autor recebeu o prestigiado Prêmio Cervantes de Literatura em 2005

Autor recebeu o prestigiado Prêmio Cervantes de Literatura em 2005 | Foto: Sergio Perez / POOL / AFP / CP

Autor recebeu o prestigiado Prêmio Cervantes de Literatura em 2005 | Foto: Sergio Perez / POOL / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O escritor mexicano Sergio Pitol, autor multifacetado e ganhador do Prêmio Cervantes de Literatura em 2005, morreu nesta quinta-feira, aos 85 anos, informou a ministra da Cultura do México. "Lamentamos a partida de Sergio Pitol. Celebramos sua vida e seu legado literário, contribuindo para as letras universais com narrativas originais, traduções e ensaios que vão perdurar através dos anos", indicou a ministra Maria Cristina Garcia no Twitter.

Nascido em Puebla (centro) no dia 18 de março de 1933, Pitol apaixonou-se pela literatura durante a infância, quando acamado pela malária dedicou-se à leitura avidamente. "A doença levou-me a ler", recordou Pitol em seu discurso de aceitação do Cervantes, em que atribuiu o despertar de sua vocação a autores como William Faulkner, Franz Kafka e Jorge Luis Borges, bem como seus professores universitários. O autor estudou direito e letras na Universidade Nacional Autônoma do México e publicou seu primeiro conto em 1957. Em 1961, viajou para a Europa e lá iniciou uma carreira de quase 30 anos como professor, tradutor e adido cultural do México em cidades deste continente e na China.

Em 1972 publicou o primeiro de seus cinco romances, "El tañido de una flauta". Também escreveu contos, ensaios e memórias, além de carregar no currículo vários trabalhos como tradutor de inglês, polonês, italiano, russo, húngaro e chinês. Entre outras distinções, foi premiado em 1984 com o prêmio Herralde de Novela por sua obra "El desfile del amor" e com o Prêmio Nacional de Literatura do México em 1993. Pitol vivia desde o início da década de 1990 na cidade de Xalapa, Veracruz (leste), onde se dedicava à escrita e ao ensino universitário.