Correio do Povo | Notícias | Estrutura da Feira do Livro começa a ser montada

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

  • 16/10/2018
  • 08:21
  • Atualização: 08:46

Estrutura da Feira do Livro começa a ser montada

Evento ocorre entre os dias 1º e 18 de novembro, na Praça da Alfândega

Empresa terceirizada começou a montagem do evento na última quarta-feira | Foto: Guilherme Almeida

Empresa terceirizada começou a montagem do evento na última quarta-feira | Foto: Guilherme Almeida

  • Comentários
  • Franceli Stefani

A estrutura metálica e a lona branca começam a dar outro tom à Praça da Alfândega, que se prepara para receber a 64ª Feira do Livro de Porto Alegre. A programação, que ocorre de 1º a 18 de novembro, receberá 104 expositores, sendo 85 na área geral, 13 na literatura infantil e seis na internacional. Conforme o presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL), Isair Bottin Filho, a montagem do espaço iniciou na última quarta-feira e está sendo realizada por uma equipe terceirizada. Depois do feriado do Dia da Criança, na tarde desta segunda-feira, os trabalhos estavam a todo vapor. “A previsão é de que em uma semana e meia, no máximo, já esteja tudo concluído”, salientou. Na próxima segunda-feira, as bancas começam a ser organizadas.

Nessa segunda-feira, três equipes - totalizando 25 pessoas - estavam no coração de Porto Alegre. Duas responsáveis pela estrutura e uma da parte elétrica. “Na próxima segunda-feira serão 80 pessoas, pois entram os responsáveis pelo acabamento e, na semana do dia 29, serão 250 pessoas, pois entrará a equipe da publicidade e finalização.” O motivo de acelerar o processo de organização do espaço é para que tudo esteja pronto sem nenhum percalço. “A chuva pode atrapalhar, por isso que antecipamos tudo, para que possamos aproveitar os dias secos e ensolarados”, explicou o presidente da CRL.

De acordo com ele, toda a infraestrutura deverá estar concluída até 30 de outubro. “Esperamos, assim como todos os anos, superar a última edição. Em 2017 recebemos um milhão e 400 mil pessoas. A programação é muito consistente, que fala sobre o momento atual e conta com mais de 500 atividades, atingindo todos os públicos.”

Quem está na expectativa para o início das atividades é a microempresária Maria Cristina de Borba, 34 anos. Ela conta que há cinco anos sempre comparece na Feira do Livro. “Normalmente, aproveito alguma palestra ou oficina, além de garantir exemplares que costumam estar mais em conta durante o evento”, destacou. Mãe de uma menina de 2 anos, diz que estimula a leitura desde cedo. “Livros com gravuras, personagens que coloridos e que chamam a atenção são os preferidos dela.”

A convidada de honra deste ano é a República Tcheca, que comemora no dia 28 o 100º aniversário do nascimento da Tchecoslováquia independente. Serão festejados também os 80 anos do Acordo de Munique, 50 anos da Primavera de Praga e da invasão soviética no país, e jubileu dos 25 anos do nascimento da República Tcheca, o divórcio “velado” com a Eslováquia. “Os quatro primeiros dias terão uma intensa programação nesta área”, avisa.

Bottin antecipa que, entre os nomes confirmados, está o da Scholastique Mukasonga, considerada uma das maiores vozes literárias da África. “Ela conviveu desde a infância com a violência e a discriminação. É algo bastante atual”, afirmou. Em sua conversa com o público, no dia 10 de novembro, às 15 horas, no auditório Barbosa Lessa no CCCEV, falará sobre a marca do genocídio de Ruanda na sua literatura. Scholastique mudou-se para a França, onde vive até hoje, e ganhou vários prêmios literários. “A presença negra também será muito enaltecida. A francesa Ana Caona vai abordar como a mulher negra, feminista, se vê no cenário atual”, divulga o presidente da CRL.

Stephen Michael King, autor de mais de 80 obras na área de ilustração, que após ter o diagnóstico de um problema de audição, começou a se comunicar através do desenho, também é uma das presenças confirmadas. A programação completa, segundo Bottin, será divulgada junto com a revelação do patrono da 64ª Feira do Livro de Porto Alegre nesta quinta-feira,  às 19h, no Centro Cultural da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs).