Correio do Povo | Notícias | Prefeitura de Porto Alegre cobra aluguel para realização da Feira do Livro

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 07/06/2018
  • 17:10
  • Atualização: 17:23

Prefeitura de Porto Alegre cobra aluguel para realização da Feira do Livro

Documento estipula que Câmara Riograndense do Livro pague cerca de R$ 180 mil até o dia 28 de setembro

Evento está previsto para ser realizado entre 1º e 18 de novembro deste ano | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Evento está previsto para ser realizado entre 1º e 18 de novembro deste ano | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Mauren Xavier

A prefeitura de Porto Alegre está cobrando, de maneira inédita, cerca de R$ 180 mil da Câmara Riograndense do Livro para a utilização da Praça da Alfândega, no centro da Capital durante o período da Feira do Livro. O evento está previsto para ser realizado entre 1º e 18 de novembro deste ano. 

O documento tem data de vencimento em 28 de setembro de 2018. Segundo o presidente da Câmara Riograndense do Livro (CRL), Isatir Antonio Bottin Filho, a cobrança foi recebida com surpresa. Ele disse que o evento sempre recebeu apoio por parte do poder público municipal, inclusive tendo sido um dos principais patrocinadores. "A Feira do Livro é um evento muito importante, totalmente gratuito e com diversas atividades. Recebemos com surpresa essa cobrança", afirmou.

Bottin Filho adiantou que a ideia é tentar agendar uma audiência com o prefeito Nelson Marchezan Júnior para conversar de que maneira se organizar. "É um fomento à leitura e tradição na cidade e no Estado. Esperamos resolver de maneira pacífica", disse. 

O presidente da CRL lembrou que no ano passado, quando ainda não estava à frente da instituição, houve por parte da prefeitura a cobrança do serviço de lixo ou a contratação de uma terceirizada para prestar o serviço de limpeza, o que acabou ocorrendo. A cobrança foi emitida pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SMDE), por meio do escritório de eventos. Até o momento a secretaria ainda não se manifestou.