Correio do Povo | Notícias | Ícone do folk rock, Paul Simon anuncia turnê de despedida

Porto Alegre

9ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de Maio de 2018

  • 05/02/2018
  • 17:02
  • Atualização: 17:37

Ícone do folk rock, Paul Simon anuncia turnê de despedida

Artista de 76 anos disse que cansou de viajar e quer mais tempo com a família

Ele ficou conhecido como uma das principais vozes dos anos 1960 | Foto: YouTube / Reprodução / CP

Ele ficou conhecido como uma das principais vozes dos anos 1960 | Foto: YouTube / Reprodução / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A lenda do folk rock Paul Simon anunciou nesta segunda-feira sua turnê de despedida, afirmando em um comunicado em seu site que se cansou de viajar após mais de meio século de carreira. O artista de 76 anos, que ganhou notoriedade por sua parceria com Art Garfunkel, iniciará a "Homeward Bound – The Farewell Tour" no dia 16 de maio, em Vancouver, no Canadá. Ao todo, são 29 apresentações na América do Norte e na Europa, com a performance final em Londres, em 15 de julho. Ele e sua banda "leverão aos palcos um repertório impressionante e abrangente de sucessos atemporais e canções clássicas que permearam e influenciaram a cultura popular por gerações".

O músico ainda afirmou que está aberto a tocar depois disso, mas apenas em concertos especiais para apoiar causas que lhe são preciosas, como o meio ambiente. Simon comentou que estava pensando mais seriamente sobre a aposentadoria desde a morte do guitarrista de longa data de sua equipe, Vincent N'guini, em dezembro. "Muitas vezes me perguntei o que sentiria para chegar ao ponto em que eu consideraria levar minha carreira de artista a um fim natural. Agora eu sei: é um pouco perturbador, um toque emocionante, há um pouco de alívio", disse.

"Eu adoro fazer música, minha voz ainda é forte, e minha banda é unida e um grupo extraordinário de músicos talentosos. Penso na música constantemente. Estou muito grato por uma carreira gratificante e, é claro, sobretudo ao público que ouviu algo na minha música que tocou seus corações", analisou. "Principalmente, porém, sinto que as viagens e o tempo longe de minha esposa e família resultam um impacto que prejudica a alegria de tocar", disse o norte-americano, que é casado com a cantora folk Edie Brickell.

Tendo criado um corpo de trabalho distinto e que inclui 13 álbuns de estúdio individuais e cinco com Simon & Garfunkel, ele venceu o Grammy 16 vezes, três delas de Álbum do Ano. Em 2003, recebeu um Troféu de Lifetime Achievement na premiação mais importante da música por seu trabalho com o duo, que vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o mundo. Ao lado do colega e amigo, tornou-se uma das vozes da geração dos anos 60 com suas composições musicalmente pacíficas e politicamente engajada.

Juntos, eles lançaram uma série de sucessos clássicos, incluindo "Bridge over Troubled Water", "The Sound of Silence", "For Emily, Whenever I May Find Her", "El Condor Pasa" e "Mrs. Robinson". Mais tarde, como artista solo, ajudou a moldar o gênero de fusão da música mundial com seu álbum de 1986 "Graceland", que trouxe artistas sul-africanos. Simon é membro do Hall da Fama dos Compositores e foi induzido no Hall da Fama do Rock 'n' Roll, ambos como membro do duo e como artista solo.


TAGS » Música, Show, Variedades