Correio do Povo | Notícias | Paralamas do Sucesso se apresentam em Canela neste sábado

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 19 de Janeiro de 2019

  • 04/01/2019
  • 08:34
  • Atualização: 14:24

Paralamas do Sucesso se apresentam em Canela neste sábado

Com show, banda encerra o 31° Sonho de Natal, na cidade

Banda irá cantar seus maiores sucessos, além de algumas canções que estavam há tempos fora do repertório | Foto: Mauricio Valladares / Divulgação / CP

Banda irá cantar seus maiores sucessos, além de algumas canções que estavam há tempos fora do repertório | Foto: Mauricio Valladares / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Com apresentação da banda Os Paralamas do Sucesso, a cidade de Canela, na Serra gaúcha, encerra a agenda de apresentações do 31° Sonho de Natal, neste sábado, a partir das 20h30min, no Multipalco, localizado na Praça João Corrêa.

A voz e a guitarra inconfundíveis de Herbert Vianna, acompanhadas por Bi Ribeiro, no baixo, e João Barone, na bateria e vocais, também se constituem como a primeira atração nacional de 2019 na cidade. Os Paralamas também apresentam no show, seu mais recente trabalho, “Sinais do Sim”, prometendo um “show inesquecível” para finalizar a edição do Sonho de Natal 2018.

Além do trio conhecido e reconhecido por sua trajetória artística e música, a banda contará, ainda, com os músicos João Fera, nos teclados; Bidu Cordeiro, no trombone; e Monteiro Jr, no sax.

Em meio às músicas que compõem o universo de “Sinais do Sim”, o Paralamas vai tocar também alguns de seus grandes sucessos, como “Alagados”, “Meu Erro”, “Uma Brasileira”, além de canções que estavam havia muito tempo fora do repertório, como “O Amor não Sabe Esperar” e “Capitão de Indústria”, de Marcos e Paulo Sérgio Valle.

Já passaram mais de 30 anos desde que Os Paralamas do Sucesso queriam “tocar na Capital”, como diz letra de um de seus sucessos. Após centenas de capitais e cidades ao redor do mundo, “Sinais do Sim” confirma: Herbert Vianna, Bi Ribeiro, João Barone e seus parceiros de banda e de vida são infinitos.

Tal longevidade em um país como o nosso – e de uma banda, inteira, não apenas de um nome sobrevivente – é uma conquista rara. Com este novo trabalho, a fidelidade ao rock brasileiro e universal que eles inventaram permanece impecável.