Correio do Povo | Notícias | São Francisco proíbe venda de produtos feitos de pele animal

Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de Julho de 2018

  • 22/03/2018
  • 16:22
  • Atualização: 16:44

São Francisco proíbe venda de produtos feitos de pele animal

Cidade americana começa aderir a lei em janeiro de 2019

Givenchy abandonou produções feitas em pele animal | Foto: Reprodução / Instagram / CP

Givenchy abandonou produções feitas em pele animal | Foto: Reprodução / Instagram / CP

  • Comentários
  • AE

Grandes marcas como Gucci, Givenchy e Armani já aderiram. O e-commerce Net-a-Porter também. Agora é a vez da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, de adotar a iniciativa livre de pele e proibir a comercialização de produtos feitos do material. "A venda de pele em São Francisco não condiz com nosso lema de tratar todos os seres vivos, humanos e animais, com bondade", declarou Katy Tang, supervisora do distrito, em comunicado.

E esta não é a primeira cidade a banir pele de seus comércios. Berkley, também na Califórnia, alguns distritos da Índia e São Paulo também proíbem a comercialização. A lei de São Francisco começa a valer a partir de janeiro de 2019 e não se aplica a lojas de revenda, como brechós, e pele de carneiro e ovelha.