Correio do Povo | Notícias | Gucci arma desfile em antiga Necrópole Romana, na região da Provence

Porto Alegre

27ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 17 de Novembro de 2018

  • 02/06/2018
  • 11:15
  • Atualização: 11:20

Gucci arma desfile em antiga Necrópole Romana, na região da Provence

Local é Patrimônio Mundial da Unesco e recebe pela primeira vez desfile de tamanha proporção

Local é Patrimônio Mundial da Unesco e recebeu pela primeira vez desfile de tamanha proporção | Foto: Bertrand Langlois / AFP / CP

Local é Patrimônio Mundial da Unesco e recebeu pela primeira vez desfile de tamanha proporção | Foto: Bertrand Langlois / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

Depois de um cenário que simulava uma sala de cirurgia, montado para o show de inverno 2018/19, Alessandro Michele levou a coleção de cruise 2019 da Gucci para um antigo cemitério romano na última quarta-feira. A locação excêntrica do diretor criativo da grife italiana fica em Arles, na região da Provence, na França. É a primeira vez que a cidade (conhecida por seus cavalos selvagens) recebe um desfile nessas proporções. Jornalistas e celebridades do mundo todo estão hospedados pelos hotéis e spas localizados nos arredores das muralhas do centro milenar, com monumentos inscritos como Patrimônio Mundial da Unesco. 

O lado histórico dos anfiteatros, fóruns e ruínas romanas de Alyscamps - onde acontece o desfile, entre túmulos e esculturas do século 4 d.C. - encontra uma bagagem artística que Arles também guarda com orgulho. O pintor holandês Vincent Van Gogh morou na cidade entre 1888 e 1889, durante sua fase mais produtiva e colorida, tendo criado algumas de suas obras mais emblemáticas e que retratavam sua rotina e o estilo de vida no campo - pinturas como a Noite Estrelada e o autorretrato dedicado a Paul Gauguin são alguns exemplos.

Em Arles ocorreu também um episódio trágico na vida do artista, quando ele cortou a orelha esquerda durante uma crise de e acabou internado no hospital psiquiátrico da região. Hoje, a Fundação Van Gogh, celebra e mantém vivo o roteiro do pintor durante sua curta, mas movimentada, temporada no sul da França. O caldeirão de referências deve servir de inspiração para mais uma coleção-desejo da Gucci. Após o desfile, a marca oferecerá uma festa com direito a um show surpresa.