Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 25 de Abril de 2017

  • 20/04/2017
  • 15:03
  • Atualização: 15:34

Série documental explora como a música ajudou a moldar a história

Produção em oito partes da CNN estreia nesta quinta-feira

Entre os temas abordados estão a música de resistência contra a Guerra do Vietnã, fortemente condenada pela cantora Joan Baez | Foto: Divulgação / CP

Entre os temas abordados estão a música de resistência contra a Guerra do Vietnã, fortemente condenada pela cantora Joan Baez | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

“Soundtracks: Songs That Defined History”, uma nova série documental da CNN que estreia na noite desta quinta-feira nos Estados Unidos, examina como a música tem desempenhado um papel fundamental na celebração, crítica e amplificação de momentos-chave da história. Produzido por Dwayne Johnson, Dany Garcia, Maro Chermayeff e Jeff Dupre, o programa é dividido em oito episódios de uma hora e imagens raras de arquivo, juntamente com entrevistas com artistas lendários, jornalistas, historiadores e figuras notáveis da política.

Em sua primeira parte, "O assassinato de Martin Luther King Jr.", a produção explora a música que manteve vivo o espírito do movimento dos direitos civis após a morte de King, desde o hino negro de James Brown, "Say It Loud (I'm Black and I 'M Proud)", até a canção de protesto de Kendrick Lamar, "Alright", inspirada pelo movimento Black Lives Matter. O episódio apresenta gravações intensas e começa com o ativista Reverendo Al Sharpton compartilhando suas histórias pessoais sobre a época. Também mostra como a frustração da comunidade afro-americana foi capturada nas músicas de Nina Simone

O movimento dos Direitos Civis tornou-se integrado, incluindo brancos do resto dos Estados Unidos na luta para acabar com as leis da segregação no Sul do país e para terminar os crimes desenfreados contra negros. A música era uma parte enorme no movimento para a mudança, e uma plataforma para a defesa. Na vanguarda estavam figuras como Joan Baez, ícone folk e Luther King.

Os episódios subsequentes cobrem o 11 de setembro, os protestos na Universidade de Kent State - que deixaram quatro estudantes mortos - e a guerra de Vietnã, que motivou a manifestação, a queda do muro de Berlim, o furacão Katrina e o feito histório de Neil Amstrong de pisar na lua em 1969. Também fazem parte da série a Rebelião de Stonewall - manifestações espontâneas de membros da comunidade LGBT - e o jogo entre a tenista Billie Jean King e o tenista Bobby Riggs, vencido pela primeira e que galvanizou o movimento das mulheres.

"Estamos empolgados em parceria com a CNN para levar nossa audiência global em uma viagem única através das músicas que definem alguns dos pontos mais decisivos de nossa nação", afirmam os produtores executivos e os cofundadores da Seven Bucks Productions, Dwayne Johnson e Dany Garcia. "A música é a nossa alma, e temos um profundo apreço por ela e pelo papel que ela define para ajudar a contar nossas histórias", concluem.