Correio do Povo | Notícias | Criador de "Rick and Morty" assume ter abusado sexualmente de roteirista

Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de Julho de 2018

  • 12/01/2018
  • 11:46
  • Atualização: 12:16

Criador de "Rick and Morty" assume ter abusado sexualmente de roteirista

Megan Ganz trabalhou com Dan Harmon também na série "Community"

Criador de

Criador de "Rick and Morty" assume ter abusado sexualmente de roteirista | Foto: Divulgação / Instagram / CP

  • Comentários
  • AFP

A roteirista Megan Ganz aceitou o pedido de desculpas de Dan Harmon, cocriador da série "Rick and Morty", por tê-la abusado sexualmente quando os dois trabalharam na série "Community", da qual Harmon era criador e showrunner. Ganz pediu aos seus seguidores para que ouvissem o podcast de Harmon, no qual ele fez o pedido de desculpas.

"Isso vai parecer estranho: semana passada eu denunciei meu ex-chefe Dan Harmon por abuso sexual e hoje eu vou pedir para que vocês escutem o podcast dele", escreveu a roteirista. "Eu me vejo na situação inédita de ter exigido um pedido de desculpas público e então tê-lo recebido", continuou.

"Por favor, ouçam, tem só sete minutos, mas é uma aula de como pedir desculpas. Ele não está tentando racionalizar, criando desculpas pelo o que aconteceu ou só vagamente descrevendo o que aconteceu. Ele descreve tudo o que aconteceu e assume a culpa pelo ocorrido", pediu Ganz aos seus seguidores.

"Eu estava atraído por uma roteirista que era a minha subordinada e sobre a qual eu tinha poder porque eu era o showrunner", disse Harmon no podcast. "Eu tinha plena consciência de que esses sentimentos não eram bons porque eu estava arriscando perder a capacidade de tomar decisões justas, fazê-la questionar sua própria capacidade profissional e (perder) o respeito que os outros roteiristas tinham por mim. Eu sabia disso", continuou.

"Mesmo assim eu continuei avançando em cima dela e comecei a odiá-la por não me retribuir. Eu disse coisas horríveis para ela, a tratei muito mal e sempre sabendo que eu era quem pagava seu salário e controlava seu futuro dentro da série. Coisas que eu certamente nunca faria com um colega de trabalho homem", refletiu. "Eu destruí a minha série e traí a audiência. Eu destruí tudo e ainda por cima danifiquei o compasso moral interno dela. Nunca tinha feito isso antes e nunca vou fazer isso novamente, mas nunca teria feito se eu tivesse o mínimo de respeito pelas mulheres. Fundamentalmente eu as via como criaturas diferentes", falou Harmon.

"Só consegui cometer todos esses abusos porque eu não pensei no que eu estava fazendo. Se ela não tivesse falado sobre o assunto no Twitter eu continuaria não pensando naquilo", continuou. "Estamos vivendo um momento histórico porque as mulheres estão finalmente fazendo os homens pensarem naquilo que eles fazem, o que nunca aconteceu antes. Se você não pensa nos seus atos você empurra para o fundo da sua cabeça e, fazendo isso, você está causando um dano irreparável nas pessoas que foram abusadas", terminou Harmon.

No Twitter, Ganz refletiu sobre o pedido de desculpas de Harmon. "Eu não esperava o alívio que me daria ouví-lo falando sobre isso, que eu não sonhei ou estava maluca sobre os abusos", escreveu. "Nunca quis me vingar dele, só queria reconhecimento. Por isso não aceitaria um pedido de desculpas particular porque o processo de cura é jogar luz sobre essas coisas. Em face disso, eu perdoo você, Dan", concluiu a roteirista.