Correio do Povo | Notícias | Porto Verão Alegre chega em sua 20ª edição com mais de 113 atrações

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 19 de Janeiro de 2019

  • 22/12/2018
  • 12:37
  • Atualização: 12:55

Porto Verão Alegre chega em sua 20ª edição com mais de 113 atrações

Festival terá apresentações em Canoas e mostra infantil no Sesc, em Porto Alegre

“TOC - Uma Comédia Obsessiva Compulsiva” terá apresentações de 15 a 17 de fevereiro, no Teatro Renascença  | Foto: Lutti Pereira / Divulgação / cp

“TOC - Uma Comédia Obsessiva Compulsiva” terá apresentações de 15 a 17 de fevereiro, no Teatro Renascença | Foto: Lutti Pereira / Divulgação / cp

  • Comentários
  • Luiz Gonzaga Lopes

Porto Alegre iluminada pelo Sol da Meia Noite com a hashtag “cultura transforma”. A partir dessas premissas é que se estrutura a edição de 20 anos do Porto Verão Alegre. Do raiar do primeiro espetáculo até que se ponha o último aplauso, os gaúchos terão oportunidade de assistir às mais de 113 atrações espalhadas em 13 espaços de arte, nos meses de janeiro e fevereiro: Barco Cisne Branco, Centro Histórico-Cultural Santa Casa, Instituto Goethe, Instituto Ling, Teatro de Arena, Teatro da Amrigs, Teatro do Bourbon Country, Teatro Renascença, Sala Álvaro Moreira, Theatro São Pedro, Studio Clio e Teatros do Sesc em Porto Alegre e Canoas.

Nesta edição do Porto Verão Alegre, que será realizada de 8 de janeiro a 17 de fevereiro de 2019, serão ao todo 107 espetáculos apresentados (26 a mais que na edição anterior): 98 na capital, com opções de teatro, dança, mágica e ilusionismo e música. Cinco deles escolheram o festival para realizar a sua estreia (“Bonecas cobiçadas”, “Lilás”, “Um corpo estranho entre nós”, “Sergio Rojas Instrumental” e “TOC - Uma Comédia Obsessiva Compulsiva”) e mais 45 serão apresentados pela primeira vez no evento cênico.

Outros nove espetáculos, escolhidos entre os mais assistidos e alguns lançamentos, serão apresentados no Teatro do Sesc, em Canoas. Somam-se ainda outras seis peças infantis reunidas em uma Mostra no Teatro do Sesc, em Porto Alegre.

Novidades e atividades culturais consagradas integrarão a edição comemorativa do Porto Verão Alegre. Entre elas está a homenagem ao ator Leonardo Machado, que nos deixou este ano. O Ciclo de Cinema “Cine ao Leo” contará com a exibição gratuita de filmes aos quais participou, sempre às terças-feiras, no Studio Clio. Outra inovação é a programação cultural que acontecerá no Barco Cisne Branco.

Oficinas gratuitas, CenaSig (apresentações teatrais seguidas de debates conduzidos em parceria com a Sigmund Freud Associação Psicanalítica) e espetáculos com audiodescrição e libras (serão dois) continuam na programação.

De acordo com os idealizadores e organizadores do Porto Verão Alegre, Rogério Beretta e Zé Victor Castiel, esta edição reforça o sentimento de orgulho e resistência em relação ao projeto.

“Completar 20 anos não é para qualquer um. São anos após anos de batalhas e resistências, especialmente diante de um cenário recente de instabilidade”, declara Beretta. Os atores ressaltam, que mesmo sendo um festival privado, o Porto Verão tornou-se patrimônio cultural da cidade.

O primeiro espetáculo a estrear no PVA 20 será “Bonecas Cobiçadas, com direção de Zé Adão Barbosa e elenco composto por Caio Prates, João Carlos Castanha e Lauro Ramalho, que em edições anteriores apresentaram “O Que Terá Acontecido a Baby Jane?”. O espetáculo terá apresentações de 22 a 24 de janeiro, às 21h, no Teatro do Sesc (Alberto Bins, 665).

Trinta anos depois da primeira montagem de “Boneca Cobiçada”, espetáculo pioneiro em apresentar homens interpretando cantoras e atrizes famosas, em performances originais e criativas, a montagem Caio, Castanha e Laurinho em números clássicos de seus repertórios como: “Flashdance”, “Titanic”, “A Noviça Rebelde”, “O Homem Elefante” e a própria “O que Terá Acontecido a Baby Jane?”.

Outra estreia será “TOC - Uma Comédia Obsessiva Compulsiva”), de 15 a 17 de fevereiro, às 21h, no Teatro Renascença (Erico Verissimo, 307). Na trama, quatro personagens com diferentes personalidades e tipos de TOC encontram-se numa sessão de terapia, onde desenvolvem uma estranha relação, enquanto aguardam a chegada do famoso Dr. Clovis Schartzmann. O texto de autoria de Artur José Pinto tem inspiração na peça francesa “Toc Toc”, de Laurent Baffie. A direção é de Lutti Pereira, com elenco formado por Daniel Lion, Juliana Barros, Letícia Kleemann e Vinicius Petry. Ingressos são vendidos pelo site. Os pontos de vendas físicos serão divulgados somente em janeiro.