• Uncategorized

O fio de queijo na torrada

Falo de torrada simples. Pão de forma, manteiga, presunto e queijo. Sem parangolés de misturas…

  • Uncategorized

Tem que haver salvação

Eu ainda não havia trabalhado com um oficial da nova geração, quando ele chegou na…

  • Uncategorized

Uma inesquecível noite Xavante

Particularmente, foi o presente do ano. Um gol para cada hora de ônibus na estrada.…

  • Uncategorized

As guerras de Amado

As guerras de Amado Episódio 1: A pista contrária   Dezembro, pouco mais de três…

  • Uncategorized

Flores, feridas e predadores

Lembro os dias de Finados, na minha infância, como o de longas visitas à "lomba…

  • Uncategorized

O medo das crianças

As crianças de um tempo nem tão distante tinham medos, digamos, talvez mais fantasiosos. O…

  • Uncategorized

Respeito e equilíbrio, pra hoje!

Minha tensão hoje não é por saber quem vencerá. Eu temo, hoje, é pela paz.…

  • Uncategorized

Alice não teve chance

  “Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a”. A frase é de Goethe,…

  • Uncategorized

O alerta vermelho que cada setembro amarelo nos traz

O setembro amarelo policial   Vinte e cinco anos. Uma menina. Seu sonho, desde a…

  • Uncategorized

O papagaio e o pirata

  Nunca consegui descobrir porque a ficção, de repente, passou a associar papagaios à figura…