Porto Alegre

27ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 22 de Abril de 2018

  • 12/12/2017
  • 08:52
  • Atualização: 10:27

Oscar Pistorius é ferido em briga na prisão

Atleta foi preso por matar namorada com quatro tiros

Oscar Pistorius levemente ferido em briga na prisão | Foto: Siphiwe Sibeko / AFP / CP

Oscar Pistorius levemente ferido em briga na prisão | Foto: Siphiwe Sibeko / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O campeão paralímpico sul-africano Oscar Pistorius, condenado a 13 anos de prisão pelo assassinato de sua namorada, ficou levemente ferido em uma briga na prisão, informou o serviço penitenciário. Oscar Pistorius ficou com uma contusão depois de brigar com outro presidiário pelo uso de um telefone público na cadeia, informou um porta-voz da administração prisional.

O fato ocorreu no centro correcional de Atteridgeville, arredores de Pretória, uma prisão para deficientes físicos. Segundo a imprensa local, os presos que esperavam para usar o telefone perderam a paciência quando Pistorius excedeu o tempo que correspondia a ele. No final de novembro, um tribunal sul-africano aumentou para 13 anos e 5 meses de prisão a pena para o ex-atleta paralímpico pelo assassinato de Reeva Steenkamp.

O juiz Willie Seriti, da Corte Suprema de Apelação em Bloemfontein, mais que dobrou a condenação original de seis anos imposta pelo tribunal de Pretória em 2016. A Promotoria havia recorrido desta condenação para exigir uma pena mais severa, qualificando a primeira de "escandalosamente inapropriada". Os promotores argumentaram no começo do mês que Pistorius nunca demonstrou um verdadeiro arrependimento depois de ter matado a namorada. Na noite de 13 para 14 de fevereiro de 2013, Pistorius matou em sua casa com quatro disparos sua companheira, Reeva Steenkamp, que se trancou no banheiro. Ele sempre se declarou inocente, assegurando ter achado que um ladrão entrara em sua propriedade em Pretória. Ele alega ter atirado tomado pelo pânico.

O atleta, apelidado de "Blade Runner" virou lenda em Londres-2012, onde se tornou o primeiro atleta amputado a participar nos Jogos Olímpicos.