Correio do Povo | Notícias | Judô do Brasil fica sem nenhum pódio no 2º dia do Grand Prix de Budapeste

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

  • 12/08/2018
  • 09:16
  • Atualização: 09:25

Judô do Brasil fica sem nenhum pódio no 2º dia do Grand Prix de Budapeste

País fechará a sua participação no torneio com mais três judocas lutando neste domingo

Rafaela Silva foi a única judoca do Brasil a conquistar uma medalha até agora na competição | Foto: Attila Kisbenedek / AFP / CP

Rafaela Silva foi a única judoca do Brasil a conquistar uma medalha até agora na competição | Foto: Attila Kisbenedek / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

Depois da medalha de ouro conquistada pela judoca campeã olímpica Rafaela Silva na categoria leve (57kg) na última sexta-feira, o Brasil terminou o segundo dia de disputas do Grand Prix de Budapeste, realizado neste sábado, na Hungria, sem nenhuma medalha. Yanka Pascoalino, da categoria até 63kg, Ellen Santana e Amanda Oliveira (70kg), Marcelo Contini e Lincoln Neves (73kg), além de Leandro Guilheiro e João Pedro Macedo (81kg) fracassaram em suas tentativas de conquistar um lugar no pódio.

Entre estes seis judocas, João Macedo até chegou a se ver perto de entrar na disputa por medalhas, mas foi eliminado pelo japonês Kenya Kohara nas oitavas de final. Ele estreou derrotando o romeno Vlad Rousivan e depois passou pelo espanhol Jose Maria Mendiola Izquieta, mas foi batido com a desvantagem de um waza-ari por Kohara. Por esta mesma categoria, o medalhista olímpico Leandro Guilheiro venceu o húngaro Mate Iklodi na estreia, mas depois foi penalizado pelos juízes com quatro punições na luta diante do belga Sami Chouchi na segunda rodada e foi eliminado.

Na categoria até 73kg, por sua vez, Lincoln Neves começou bem a sua campanha ao vencer o suíço Nils Stump, mas depois perdeu por ippon para o canadense Arthur Margelidon. Nesta mesma chave, Marcelo Contini sofreu quatro punições diante do italiano Giovanni Esposito e foi eliminado já na estreia.

Já nas disputas entre as mulheres, a brasileira Yanka Pascoalino superou a húngara Daniella Balogh na estreia da categoria até 63kg, mas levou mais punições do que o permitido contra a polonesa Agata Ozdoba-Blach na segunda rodada e acabou despachada da competição. Na categoria até 70kg, Ellen Santana e Amanda Oliveira estrearam direto na segunda rodada, mas perderam respectivamente para a russa Alena Prokopenko e para a dinamarquesa Emilie Sook, finalizando assim o dia infeliz do Brasil na Hungria.

O País fechará a sua participação no Grand Prix de Budapeste com mais três judocas lutando neste domingo: Nathália Parisoto (78kg), Renan Nunes (100kg) e Felipe Bezerra (100kg). Este evento é preparatório para o Mundial de Baku, que será realizado entre os dias 20 e 27 de setembro, no Azerbaijão.