Correio do Povo | Notícias | Atletas japoneses expulsos dos Jogos Asiáticos por caso de prostituição

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

  • 20/08/2018
  • 08:11
  • Atualização: 08:21

Atletas japoneses expulsos dos Jogos Asiáticos por caso de prostituição

Esportistas foram flagrados no local com uniforme da equipe

Indonésia recebe quase 16 mil atletas de 45 países asiáticos | Foto: Anthony Wallace / AFP / CP

Indonésia recebe quase 16 mil atletas de 45 países asiáticos | Foto: Anthony Wallace / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Quatro atletas da equipe de basquete do Japão foram expulsos dos Jogos Asiáticos por suspeitas de que pagaram a prostitutas por relações sexuais, anunciou nesta segunda-feira o Comitê Olímpico Japonês. Os atletas foram vistos na quarta-feira à noite em um famoso bairro de prostituição de Jacarta, com as roupas da equipe nacional, indicou o Comitê. As autoridades esportivas ordenaram a saída imediata dos jogadores da concentração.

A notícia da expulsão de Yuya Nagayoshi, Takuya Hashimoto, Takuma Sato e Keita Imamura significa uma grande vergonha para o Japão, que nos Jogos Asiáticos de 2014 se viu obrigado a retirar da competição um nadador que roubou a câmera de um jornalista. "Me sinto envergonhado", afirmou o diretor da delegação japonesa, Yasuhiro Yamashita, ao pedir desculpas aos torcedores e a seu país.

"Gostaria de pedir, humildemente, desculpas ao povo japonês, ao Comitê Olímpico do Japão e a todos que apoiam o basquete por este incidente deplorável", afirmou o presidente da Confederação de Basquete do Japão, Yuko Mitsuya, em um comunicado. "Decidiremos a punição apropriada para os quatro jogadores depois de ouvir todos os fatos. Temos que trabalhar mais para garantir que este tipo de escândalo não volte a acontecer", completou.

Desde sábado, a Indonésia recebe quase 16 mil atletas de 45 países asiáticos em Jacarta e Palembang, a outra cidade sede dos Jogos.