Correio do Povo | Notícias | Santos terá de pagar R$ 40 mil para reparos do Pacaembu

Porto Alegre

15ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

  • 30/08/2018
  • 00:03
  • Atualização: 00:06

Santos terá de pagar R$ 40 mil para reparos do Pacaembu

Sinalizadores foram jogados e cadeiras depredadas na eliminação para o Independiente na Libertadores

Sinalizadores foram jogados e cadeiras depredadas na eliminação para o Independiente na Libertadores | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

Sinalizadores foram jogados e cadeiras depredadas na eliminação para o Independiente na Libertadores | Foto: Nelson Almeida / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) de São Paulo apresentou no início da noite desta quarta-feira o saldo final dos estragos causados pela torcida do Santos no estádio do Pacaembu, durante o jogo contra o Independiente, pela Copa Libertadores. O clube paulista terá que desembolsar R$ 40 mil para bancar os reparos nas instalações do estádio.

"O custo estimado é de 30 a 40 mil reais. Conforme cláusula de utilização do estádio, o locatário é responsável pelos danos causados ao equipamento", informou a secretaria, em comunicado. "Conforme cláusula de utilização do estádio, o locatário é responsável pelos danos causados ao equipamento."

Após avaliação mais completa dos danos causados, a secretaria elevou para 100 o número de cadeiras que foram destruídas pela torcida santista no setor laranja da arquibancada. A estimativa inicial era de 60 cadeiras danificadas. "Foram destruídas cerca de 100 cadeiras, parte dos alambrados foram amassados, os banheiros tiveram as torneiras quebradas, bem como alguns banheiros químicos, que são locados, foram vandalizados. Também foi constatado que parte do gramado sofreu avarias devido aos artefatos jogados antes da partida ser interrompida", explicou a secretaria.

Segundo a entidade municipal, as cadeiras foram alvo de dois tipos de danos. Metade foi completamente destruída e precisará ser trocada. A outra metade sofreu menos danos e poderá ser recuperada. "Parte dos alambrados que dividiam as torcidas também foi quebrado, assim como os sifões do banheiro", acrescentou a secretaria.

A SEME informou ainda que está marcada para esta quinta-feira uma reunião com representantes do Santos. No encontro, a secretaria vai apresentar o relatório completo com todos os danos causados ao estádio, na noite de terça.

Perto do fim do segundo tempo do duelo entre Santos e Independiente, que estava 0 a 0, dois sinalizadores explodiram próximos ao banco de reservas do clube argentino. O incidente levou o árbitro chileno Julio Bascuñan a paralisar o jogo e posteriormente encerrá-lo aos 37 minutos do segundo tempo, diante da dificuldade da Polícia Militar em conter a confusão.