Porto Alegre

12ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Julho de 2017

  • 11/09/2014
  • 15:23
  • Atualização: 15:34

Pleno do STJD aumenta multa ao Grêmio por injúrias raciais a Paulão

Multa aumentou de R$ 10 mil para R$ 30 e Inter terá que pagar R$ 5 mil por confusão durante o clássico

Zagueiro foi vítima de racismo por torcedores não-identificados, no Gre-Nal de número 400, na Arena do Grêmio | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Zagueiro foi vítima de racismo por torcedores não-identificados, no Gre-Nal de número 400, na Arena do Grêmio | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Lancepress

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportivo julgou nesta quinta-feira o recurso sobre a pena recebida pelo Grêmio por conta de injúrias raciais feitas por torcedores não identificados ao zagueiro Paulão, do Inter, no Gre-Nal da final do Gauchão, na Arena. O Tricolor teve multa aumentada de R$ 10 mil para R$ 30 mil, a ser paga a uma instituição que lute por igualdade racial.

Juiz indefere ação de sócio que queria recolocar o Grêmio na Copa do Brasil

A primeira pena no TJD/RS havia sido de R$ 80 mil, mas diminuída por conta de recurso. O caso foi para o STJD e agora decidido sem possibilidade de novo julgamento. O Inter também foi punido com multa de R$ 5 mil por conta de confusão em sua torcida durante o clássico.

No dia 30 de março, Paulão acusou um torcedor de cometer injúrias contra ele na saída de campo. O zagueiro concedia entrevistas quando ouviu os gritos. Na hora, interrompeu a entrevista e passou a encarar o gremista e o aplaudir ironicamente. O clube não conseguiu a identificação de quem teria feito às ofensas.

O julgamento pode ser um indício do que acontecerá no Pleno na próxima semana, quando o recurso do Grêmio será julgado pelo caso Aranha. O clube gaúcho foi excluído da Copa do Brasil por conta das injúrias feitas ao goleiro Aranha, do Santos, por sua torcida.

“Clube e torcida são indissociáveis. O ato do torcedor comporta uma sanção ao clube - disse em sua fala o presidente do STJD”, Caio Rocha.

No inquérito policial, há a suspeita de reincidência e a presença de um mesmo torcedor nos dois casos. Após a identificação feita daqueles que ofenderam Aranha, a polícia irá chamar Paulão para depor novamente, procurando que o zagueiro identifique quem o ofendeu em março.

Bookmark and Share