Correio do Povo | Notícias | Zagueiro Gabriel tem contrato renovado com o Grêmio até 2019

Porto Alegre

31ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 07/02/2015
  • 09:23

Zagueiro Gabriel tem contrato renovado com o Grêmio até 2019

Clube comprou o jogador após sucessivas lesões no joelho

Gabriel (à direita) deve ficar no Grêmio até 2019 | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / CP

Gabriel (à direita) deve ficar no Grêmio até 2019 | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / CP

  • Comentários
  • William Lampert

O zagueiro Gabriel, provavelmente, nem vestiria mais a camiseta do Grêmio hoje em dia. Seu primeiro empréstimo vencia no fim de 2013 e a permanência em definitivo era improvável naquela época. A fatalidade da lesão no joelho esquerdo —e as complicações das cirurgias —, no entanto, o fizeram permanecer por muito mais tempo. Agora, com um contrato renovado até 2019.

O clube ficou em um brete sem saída. Se viu obrigado a garantir a permanência do defensor. Após renovar o vínculo de empréstimo por mais uma temporada com a lesão sofrida em setembro de 2013, neste ano alinhavou a compra do jogador em definitivo. O acordo está apalavrado e deve ser oficializado na próxima semana.

Ao Lajeadense, equipe que detinha os direitos federativos do zagueiro, caberá a quantia de R$ 550 mil, 50% do que estava estipulado no primeiro contrato, dividido em parcelas mensais de R$ 50 mil. Gabriel ganhou um novo vínculo. Firmará um acordo por cinco anos. “Garante um bom tempo para a sua plena recuperação”, destaca Romildo Bolzan Júnior.

O Departamento Jurídico gremista fez até um consulta prévia ao Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul na semana passada. “Pediram se a gente homologaria o contrato, mas o Sindicato homologa apenas rescisões. Mas não vamos deixar de dar assistência a ele, só que não veio nada até o momento”, diz o presidente da entidade, Décio Neuhauss.

Após o insucesso das duas cirurgias realizadas em Porto Alegre, Gabriel passou por novas três intervenções em São Paulo com dr. Rene Abdalla, especialista em lesões deste tipo. A última delas em 13 de novembro do ano passado. Ontem, o zagueiro esteve novamente na capital paulista para uma revisão rotineira, a sua segunda ida desde a última cirurgia. No Grêmio, faz a fisioterapia sempre em dois turnos.

Ninguém se atreve a fazer alguma previsão sobre o seu retorno aos campos de futebol. Ainda há um longo caminho a ser percorrido. Já são mais de 17 meses afastado dos gramados.


TAGS » Grêmio, Futebol