Correio do Povo | Notícias | Paulo Odone é eleito presidente do Grêmio

Porto Alegre

31ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019

  • 07/10/2010
  • 22:15
  • Atualização: 22:36

Paulo Odone é eleito presidente do Grêmio

Ex-presidente vence no primeiro turno, com 222 votos contra 54 de Airton Ruschel

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Paulo Odone é o novo presidente do Grêmio. O deputado estadual chega ao seu terceiro mandato com maioria da aprovação do Conselho Deliberativo, na noite desta quinta-feira. Foram 222 votos para a Chapa 2 contra apenas 54 da Chapa 1, de Airton Ruschel. Com isso, a eleição termina no primeiro turno. Um pessoa votou em branco e outroas duas, nulo.

Em seu primeiro discurso como novo presidente do Grêmio, Paulo Odone emocionou-se ao falar do vice, Alfredo Oliveira, que passa por problemas de saúde. “Ele está lutando pela vida porque foi eleito e vai tomar posse aqui em dezembro”, disse, emocionado, sob aplausos dos conselheiros.

Odone também fez questão de agradecer ao atual presidente, Duda Kroeff, que segundo ele, agiu de maneira “elegante” durante todo o tempo do pleito. “Quero convidar a todos para que não se preocupem a olhar para o passado, vamos olhar para frente. Graças a Deus, o presidente Duda vai nos entregar o Grêmio em melhores condições”, elogiou em discurso. Neste momento, o Kroeff foi ovacionado pelo conselheiros.

O futuro presidente também conclamou a Chapa 1, que era da situação, a trabalhar junto: “Não queremos ser punição pura e simples contra essa gestão, mas uma chapa positiva para o futuro deste clube. O Grêmio vai precisar de todos nós.” Odone também citou o torcedor, “verdadeiro dono do Grêmio”, e afirmou que ele está “enlouquecido por um título mundial”.

“Temos o desafio de construir e entregar o estádio da Arena, que será o mais moderno que teremos daqui a dois anos no Brasil. Nenhum terá a modernidade e funcionalidade e o requinte como este estádio”, garantiu o tricolor.

O opositor Airton Ruschel parabenizou o adversário do pleito e se disse satisfeito com o resultado. “Quando vejo o presidente se comprometendo vejo um pleito que deu certo. O Grêmio está acima de tudo”, exaltou.

Quem é Paulo Odone

Deputado estadual e com nome já marcado na história do Grêmio, Paulo Odone retorna à presidência do clube pela terceira vez com o objetivo de retomar o processo de profissionalização da gestão – iniciada por ele. Para tanto, tem na chapa 2 os nomes de Francisco Santos, Ricardo Vontobel, Tadeu Viana, Alfredo Oliveira e Eduardo Antonini no seu conselho. Antônio Vicente assume o cargo de vice de futebol.

O gremista assume em 2011 o terceiro desafio à frente do Tricolor. O maior deles foi no ano de 2005, quando o time disputou a segundona do Brasileirão. Além de tirar a equipe da segunda divisão, o presidente também alçou o clube ao vice-campeonato da Libertadores dois anos depois.

Contudo, este ano, o presidente deixou claro que não disputaria eleições gremistas caso o time voltasse para a segunda divisão. Mas a história desse gremista de 68 anos vai muito além do que simplesmente tirar o Grêmio da Série B.

Odone foi protagonista da épica “Batalha dos Aflitos”, quando o grupo comandado por Mano Menezes superou o Náutico com sete jogadores em campo e levou o inédito título da segundona. Agora, o desafio do novo comandante é coordenar a transição do estádio Olímpico para a Arena Tricolor, da qual também foi idealizador. Será dele a honra de inaugurar o novo estádio gremista em 2012.

Dois mandatos vitoriosos

Odone foi presidente do Grêmio duas vezes. Entre 1987 e 1990, ganhou os quatro títulos estaduais que disputou, mais a Copa do Brasil de 1989. Entre 2005 e 2008, tirou o time da Série B após a "Batalha dos Aflitos", quando o Tricolor venceu o Náutico, em Recife, com apenas sete homens em campo nos minutos finais.

Depois da vitória histórica em Recife, Odone ainda incluiu o time no circuito das competições internacionais. Em 2006 e 2007, acumulou boas campanhas no Brasileirão, ganhou dois estaduais e um vice da Libertadores. Em 2008, ainda foi vice-campeão brasileiro.

Bookmark and Share


TAGS »