Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
14º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Copa Libertadores

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

15/03/2012 09:15 - Atualizado em 15/03/2012 09:17

Santos encara Juan Aurich e gramado artificial no Peru

Equipe paulista precisa ganhar para continuar na briga com o Inter pelo primeiro lugar do Grupo 1 da Libertadores

O Santos precisa ganhar, convencer e, se possível, golear o fraco Juan Aurich, nesta quinta-feira, às 19h45min (horário de Brasília), no campo de grama artificial do estádio Elias Aguirre, em Chiclayo, no Peru, para continuar na briga com o Inter pelo primeiro lugar do Grupo 1 da Copa Libertadores da América. O time chegou a Chiclayo no fim da tarde dessa quarta e em seguida realizou treino leve para conhecer o campo.

Sem problemas de lesões, o técnico Muricy Ramalho escalará a força máxima. Como o Juan Aurich perdeu os dois jogos que disputou fora, contra Inter (2 a 0) e The Strongest (2 a 1), os santistas acreditam que nesta quinta, em casa, vai sair para o ataque e não ficar apenas se defendendo, como aconteceu em Porto Alegre e em La Paz.

Se vencer, o Santos ficará com a classificação para as oitavas de final bem encaminhada porque somará seis pontos e mesmo que perca do Inter, em Porto Alegre, no dia 4 de abril, bastará ganhar do The Strongest e do Juan Aurich como mandante para chegar aos 12. Porém, como os gaúchos derrotaram o The Strongest por 5 a 0, na última terça, no Beira-Rio, o atual campeão da Libertadores vai precisar de bom saldo de gols para terminar a fase em primeiro lugar e ter vantagens na etapas seguintes. E se empatar ou perder, o melhor time brasileiro vai ficar em situação perigosa na classificação.

Neymar e Paulo Henrique Ganso chegaram otimistas ao Peru e acham que terão dificuldade para jogar no gramado artificial do Elias Aguirre. O meia vai usar chuteiras com travas menores, apropriadas para atuar nesse tipo de campo. Como já jogou em gramado sintético, Neymar disse que não vai sentir muita diferença. O astro santista tem sido tratado como celebridade pela imprensa e torcida peruanas e não se mostra preocupado com a promessa de marcação dura do volante Rojas e do zagueiro Guadalupe.

Para evitar que se repita a surpresa da primeira rodada, com a derrota diante do The Strongest, em La Paz, Muricy Ramalho deu descanso aos titulares no jogo contra o Mogi Mirim, no sábado passado, e se cercou de todos os cuidados, apesar de o jogo ser diante do pior integrante do Grupo 1. Na última segunda, os jogadores treinaram durante uma hora e meia no campo com grama artificial do CT Meninos da Vila Belmiro. A adaptação foi tão surpreendente que o técnico até remarcou para o CT Rei Pelé o trabalho inicialmente programado para o CT da base.

Nos últimos treinos, Muricy Ramalho insistiu nos ensaios de cobranças de escanteios e de faltas perto da área. Os jogadores que tiveram melhor aproveitamento foram os zagueiros Edu Dracena, Durval, Bruno Rodrigo e Neymar, principalmente em bola levantada por Paulo Henrique Ganso. Para o treinador, o lance de bola parada tem decidido muitos jogos e pode ser o melhor caminho para a vitória contra adversários que se fecham na defesa, como acontece na maioria dos jogos da Libertadores. Ele também exige que o time valorize a posse de bola, com triangulações e movimentação para se desmarcar, visando aproximar os três setores e evitar desgaste desnecessário.

Bookmark and Share

Fonte: AE





» Tags:Esporte Inter Santos

O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.