Correio do Povo

Porto Alegre, 27 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
11ºC
Amanhã
18º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

29/03/2012 11:15 - Atualizado em 29/03/2012 11:54

Fernandão diz que Inter deve contratar lateral-direito

Dirigente garantiu que clube procura nome de convicção para ser reserva de Nei

Dirigente garantiu que clube procura nome de convicção para ser reserva de Nei<br /><b>Crédito: </b> Jefferson Bernardes / Vipcomm / Divulgação CP
Dirigente garantiu que clube procura nome de convicção para ser reserva de Nei
Crédito: Jefferson Bernardes / Vipcomm / Divulgação CP
Dirigente garantiu que clube procura nome de convicção para ser reserva de Nei
Crédito: Jefferson Bernardes / Vipcomm / Divulgação CP

O Inter ainda sente a falta de um reserva para a lateral-direita, admitiu o diretor de futebol Fernandão. Diante do Lajeadense, na quarta-feira, o zagueiro Jackson foi improvisado na função. A necessidade de um reforço nesta posição ficou clara para os colorados. “O Jackson foi muito bem defensivamente, mas ele não é uma solução para a lateral. Vamos trazer um jogador que a gente confie para o setor. Não queremos trazer qualquer um só para falar que tem. Estamos analisando vários jogadores e tenho certeza que o lateral vai vir”, ponderou o dirigente.

Segundo Fernandão, o Colorado tem tempo para realizar essa contratação e o clube não vai cometer “nenhuma loucura”. “Queremos um jogador jovem e que possa crescer aqui dentro. Vamos trazer um nome de convicção e que seja um atleta de projeção", garantiu.

O vice de futebol colorado Luis Anápio Gomes ressaltou que a direção esteve perto de uma contratação no início do ano, que não foi concretizada. O dirigente elogiou a atuação de Jackson e confirmou que o clube segue em busca de um nome para o lado direito.

Falta de ritmo prejudicou Jajá, analisou Fernandão


Fernandão também avaliou o desempenho do meia Jajá. Xodó da torcida colorada, o jogador teve a oportunidade de começar uma partida pela primeira vez, mas as atuações anteriores não foram repetidas. “Acho que o Jajá entrou bem. Só que fazia muito tempo que ele não jogava uma partida inteira. Ele está sem ritmo de jogo, mas acredito que ainda vai crescer muito. O jogador tem qualidade, é rápido e joga bem com a perna esquerda.”

Bookmark and Share


     Ouça o áudio: Dirigente diz que Jajá precisa de mais ritmo de jogo


Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.