Correio do Povo | Notícias | Custo da Arena do Grêmio teve aumento superior a 50%

Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 15 de Dezembro de 2018

  • 19/03/2013
  • 07:06
  • Atualização: 08:57

Custo da Arena do Grêmio teve aumento superior a 50%

Orçamento saltou de R$ 300 milhões para R$ 475 milhões

Orçamento saltou de R$ 300 milhões para R$ 475 milhões | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Orçamento saltou de R$ 300 milhões para R$ 475 milhões | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

De pouco mais de R$ 300 milhões, quando foi assinado o contrato em dezembro de 2008, o custo da Arena do Grêmio saltou para R$ 475 milhões, no início das obras em setembro de 2010. Um aumento superior a 50% em menos de dois anos. Em agosto de 2011, a OAS fez os esclarecimentos da razão deste crescimento de valores na construção do estádio tricolor.

Obtido pelo Correio do Povo, este documento tornou-se um dos itens centrais no debate entre o clube e a construtora. "No momento prefiro não me manifestar sobre esse assunto", declarou o integrante do Conselho de Administração, Adalberto Preis, encarregado por Fábio Koff de cuidar da transição e das tratativas com a empreiteira.

Do aumento orçado em R$ 169 milhões, mais de um terço provém do crescimento dos gastos com a mão de obra. Ao longo da construção, foi preciso negociar com o sindicato um aumento no salário dos operários, além de garantir passagens aéreas para a visita deles às cidades natal, já que a maioria tinha origem no Nordeste. Esses gastos redundaram em um aumento de R$ 70 milhões.

Foi preciso também recalcular a quantidade necessária de estruturas metálicas, aumentando em 1 tonelada e gerando mais R$ 25 milhões de custos. Além disso, houve um aumento das estacas de fundação, somando outros R$ 7 milhões.

Há ainda a construção de uma praça para o acesso dos torcedores, que se trata do mezanino que fica sobre o estacionamento, apontado no item II do documento encaminhado pela OAS. O projeto original foi alterado e o estádio não foi construído sobre um shopping como previsto inicialmente, acarretando em mais R$ 65 milhões para a construção da obra.

Com informações de Hiltor Mombach e William Lampert

Bookmark and Share