Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
29ºC
Amanhã
19º 26º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

04/12/2013 08:05 - Atualizado em 04/12/2013 08:09

Departamento de Futebol do Inter terá mudanças para 2014

Saída do diretor Luis César Souto de Moura é praticamente certa

Presidente promoverá mudanças no departamento de futebol<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral / CP Memória
Presidente promoverá mudanças no departamento de futebol
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória
Presidente promoverá mudanças no departamento de futebol
Crédito: Fabiano do Amaral / CP Memória

Os resultados no futebol colorado foram inversamente proporcionais aos investimentos em 2013. A consequência é que o Inter luta até a última rodada do Brasileirão pelos pontos necessários para não ser rebaixado. Não só a oposição, mas também o próprio presidente Giovanni Luigi considera que o problema não foi a falta de dinheiro, mas a forma como ele foi investido. Por isso, é certo que haverá mudanças no departamento de futebol.

Elas começam, óbvio, pela chegada de Abel Braga, que deve ser confirmado como técnico do Inter na temporada que vem após o jogo contra a Ponte Preta, domingo, no Centenário. O treinador traz sua comissão técnica e indicará alguns jogadores. Mas o grupo não deve sofrer profundas mudanças, pois a maioria do atletas tem contratos em vigor.

Abel, porém, deverá encontrar um novo grupo de dirigentes no vestiário. Todos os atuais diretores colocarão os cargos à disposição de Luigi após o Brasileirão. O presidente deve aceitar a proposição e remanejar alguns nomes. É praticamente certo que o diretor de futebol Luis César Souto de Moura não fica.

É quase consenso que ele expôs a gestão em alguns episódios, como quando anunciou pelas redes sociais as contratações de Saviola e Nilmar - ambas frustradas. Ou nas ocasiões nas quais entrou em confronto com outros conselheiros, como na reunião do Conselho Deliberativo da última segunda-feira.

A ideia é ter um grupo de dirigentes reduzido - atualmente, o Inter tem quatro diretores de futebol - e mais profissional. O diretor executivo Newton Drummond será mantido e deve ganhar mais liberdade de ação. O ex-presidente Fernando Carvalho, que jamais foi consultado sobre qualquer das dificuldades enfrentadas pelo Inter nos últimos dois anos, será chamado para contribuir um pouco mais no futebol, mesmo que aconselhando. Mas tudo isso só a partir de segunda-feira, após a confirmação da vaga na Séria A.

Bookmark and Share


Fonte: Fabrício Falkowski / Correio do Povo







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.