Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
18º 27º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

12/12/2013 18:50 - Atualizado em 12/12/2013 19:01

Conselho do Grêmio vai investigar pagamento a torcidas organizadas

Presidente destacou que caso merece atenção de dirigentes, autoridades e policiais

O Conselho Deliberativo (CD) do Grêmio quer investigar o repasse de recursos financeiros a torcidas organizadas pela diretoria passada. Em entrevista à Rádio Guaíba, o presidente do CD, Milton Camargo, disse nesta quinta-feira que o caso merece atenção dos dirigentes, autoridades e policiais, justamento após a briga ocorrida em Joinville, entre grupo do Atlético-PR e Vasco.

“Recebi essa notícia com perplexidade. Essas denúncias precisam ser apuradas. A comissão de ética e é formado por um grupo e vai ter que fazer a investigação. Depois, eles vão emitir o seu parecer. Os conselheiros devem se pronunciar em relação a esse assunto. Não posso assegurar o que vai acontecer, mas sim que haverá uma averiguação”, destacou.

Camargo ressaltou que as notas com os depósitos feitos às lideranças da torcida Geral não passaram pelo Conselho. Segundo ele, os documentos poderiam ter passado em um grupo maior da prestação de contas. “As constas Conselho foram todas debatidas, mas isso não passou pelo Conselho. Se tivesse surgido de forma tão clara, acho que as posições dos conselheiros seriam contra.”

“Não sei ainda o que aconteceu. O que posso antecipar é que existe uma série de rubricas no balancete, ainda mais num clube com as dimensões do Grêmio. Evidentemente nem todas as rubricas são vistas. A abertura desses depósitos não são feitas no Conselho, apenas se lançam o valor de gastos em determinados setores, como gastos do departamento jurídico, por exemplo”, explicou o presidente.

O mandatário do Conselho defendeu que a apuração seja feita até para que os denucniados possam se defender. “Todas as denúncias devem merecer o direito de resposta. Isso não vai ficar parado na gaveta”. Um dos líderes da Geral é, inclusive, conselheiro do Tricolor. Para Camargo, este fato não impede de ser realizada a apuração.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.