Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
13º 23º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

16/12/2013 12:57 - Atualizado em 16/12/2013 13:09

Figueroa aprova continuidade de Índio por mais um ano

Chileno vê problema do Inter em 2013 no conjunto e confia na recuperação do zagueiro de 38 anos

Figueroa esteve ao lado de Rubens Minelli no programa Ganhando o Jogo<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Figueroa esteve ao lado de Rubens Minelli no programa Ganhando o Jogo
Crédito: André Ávila
Figueroa esteve ao lado de Rubens Minelli no programa Ganhando o Jogo
Crédito: André Ávila

Embora ainda não tenha anunciado oficialmente, o Inter irá renovar o contrato do zagueiro Índio, que completa 39 anos emfevereiro, por mais uma temporada. A continuidade do atual camisa 3 tem a aprovação de um ex dono da camiseta. O chileno Elías Figueroa considera que o momento ruim do time em 2013 não foi culpa da defesa e confia que Índio ainda possa apresentar um bom desempenho por mais um ano.

“Vejo isso como uma fase cíclica. É normal que o time tenha altos e baixos. O Inter ganhou muito nos últimos anos e é natural que passe por um momento ruim. Quando os resultados do time não são bons, essas críticas aparecem. O Índio ainda é muito bom jogador. O Inter tem um grande time e pode solucionar os problemas com esses jogadores”, declarou FIgueroa, que esteve no programa Ganhando o Jogo do rádio Guaíba nesta segunda-feira.

Figueroa ressalta que encher o time de jovens não é a solução para os problemas do time. O capitão na conquista do bicampeonato brasileiro do Inter, em 1975 e 76, afirmou que a mescla de juventude com experiência é fundamental e citou a parceria com Caçapava para dizer que a defesa precisa também da proteção do restante da equipe.

“As vezes você põe o jogador mais jovem e ele não acompanha aquilo que os mais experientes pedem. Ou então o mais experiente não tem perna para acompanhar o jovem. Não é a idade o problema. Não era só pelo Caçapava. A gente também jogava alguma coisa ali atrás. Ele tapava na frente da zaga, foi um grande jogador. Um ajudava ao outro”, completou.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.