Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
12º 22º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Grêmio

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/12/2013 18:08 - Atualizado em 17/12/2013 18:13

Em carta, Renato se despede e diz que é “torcedor fiel” do Grêmio

Técnico ressaltou que "não foi possível" dar continuidade ao trabalho no Tricolor

Em carta, Renato se despede e diz que é "torcedor fiel" do Grêmio<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP
Em carta, Renato se despede e diz que é "torcedor fiel" do Grêmio
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP
Em carta, Renato se despede e diz que é "torcedor fiel" do Grêmio
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP

Um dia após o Grêmio apresentar o técnico para a próxima temporada, Renato Portaluppi emitiu uma carta à imprensa onde se despediu do clube e agradeceu a oportunidade de ter treinado o Tricolor pela segunda vez. Ele lamentou a saída e frisou que continuará torcendo pelo time gremista.

“O Grêmio tem em mim um torcedor fiel. Infelizmente, neste momento, não foi possível dar continuidade ao trabalho. Onde quer que eu esteja, sempre vou estar torcendo pelo Grêmio”, escreveu o treinador.

Renato agradeceu primeiramente ao presidente Fábio Koff, que o contratou no meio do ano, após a demissão de Vanderlei Luxemburgo: “Gostaria de agradecer publicamente ao Dr. Fábio Koff por todo o carinho que sempre demonstrou por mim e pela confiança na minha capacidade profissional”. Nessa segunda, o mandatário gremista lamentou que não tenha tido acerto com o treinador.

O técnico valorizou os resultados obtidos no Brasileirão pelo Tricolor. “Apesar do alto grau de dificuldade que o Campeonato Brasileiro impõe, conseguimos atingir parte do nosso objetivo chegando na segunda colocação e, desta forma, garantindo vaga direta para a Libertadores de 2014. Claro que o pensamento inicial de todo o grupo, comissão técnica e diretoria era a conquista do título. Mesmo assim, acredito que o resultado final apresentado, levando-se em consideração as dificuldades que enfrentamos ao longo do percurso, foi mais do que satisfatório e, para a grande maioria das pessoas, surpreendente”, observou.

Confira o documento na íntegra

Ao longo dos últimos cinco meses tive a oportunidade de viver momentos que ficarão marcados na minha vida profissional. Além de estar mais uma vez no comando do meu clube de coração, pude conviver com pessoas extremamente competentes e que me deram todo o respaldo necessário para a realização de um bom trabalho. Gostaria de agradecer publicamente ao Dr. Fábio Koff por todo o carinho que sempre demonstrou por mim e pela confiança na minha capacidade profissional. Assim como todo o apoio e toda a dedicação do Rui Costa, do Marcos Chitolina e do Luís Vagner.

Apesar do alto grau de dificuldade que o Campeonato Brasileiro impõe, conseguimos atingir parte do nosso objetivo chegando na segunda colocação e, desta forma, garantindo vaga direta para a Libertadores de 2014. Claro que o pensamento inicial de todo o grupo, comissão técnica e diretoria era a conquista do título. Mesmo assim, acredito que o resultado final apresentado, levando-se em consideração as dificuldades que enfrentamos ao longo do percurso, foi mais do que satisfatório e, para a grande maioria das pessoas, surpreendente. Para que isso fosse possível, foi preciso contar com um grupo inteiramente dedicado e focado no que precisava ser feito. E foi isso que eu tive: um grupo trabalhador, formado por jogadores talentosos e de muito caráter. Gostaria de deixar aqui o meu muito obrigado a cada um dos atletas que fizeram parte deste trabalho e que se dedicaram mesmo quando as dificuldades apareceram e as críticas foram duras. Cabe ressaltar ainda que ao longo de todo esse período não tive qualquer problema com relação aos jogadores. A relação sempre foi a mais transparente e leal possível, dos dois lados.

Para que dentro de campo as coisas andem, é preciso contar com profissionais qualificados dentro do vestiário. E isso o Grêmio tem de sobra. Roupeiros, massagistas, fisioterapeutas, médicos, nutricionista, fisiologista e demais membros da comissão técnica são tão importantes quanto o goleiro, os laterais, os zagueiros, os jogadores de meio-campo e os atacantes. O meu muito obrigado a vocês também.

Gostaria de agradecer aos profissionais de imprensa que fazem a cobertura diária do Grêmio. Mesmo não concordando com algumas coisas que foram ditas e escritas, sempre procurei ter um relacionamento cordial com todos. As divergências fazem parte do processo, mas de forma alguma abalam o respeito que tenho por todos os jornalistas, incluindo aqui a assessoria de imprensa do clube.

Para terminar, não poderia deixar de falar da torcida do Grêmio. É muito bom ter todos vocês ao nosso lado e contar com seu apoio. Tenho absoluta certeza que se as coisas deram certo dentro de campo foi porque nas arquibancadas e sociais vocês deram conta do recado e foram um diferencial importante a favor do Grêmio. Infelizmente, neste momento, não foi possível dar continuidade ao trabalho, mas o Grêmio tem em mim um torcedor fiel. Onde quer que eu esteja, sempre vou estar torcendo pelo Grêmio.

Até breve
Renato Portaluppi


Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.