Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
19º 29º


Faça sua Busca


Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

19/12/2013 18:27 - Atualizado em 19/12/2013 18:28

Construtora e MPT chegam a acordo para retomada de obras no Itaquerão

Acidente com guindaste matou dois operários no fim de novembro

Após vistoria dos técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), empresa responsável por analisar o guindaste que caiu no último dia 27 e matou dois operários, a construtura Odebrecht anunciou um acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego para a retomada dos trabalhos na área interditada do prédio Leste, que representa 5% da obra. O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, esteve no local.

Assim que terminar o trabalho dos técnicos do IPT, que deve ocorrer ainda nesta quinta-feira de acordo com o superintendente regional do Trabalho em São Paulo, Luiz Antônio Medeiros, o MT deve homologar a desinterdição da área. A peça que caiu sobre o estádio será retirada, em período não divulgado, e será removida para algum lugar da própria área. Provavelmente onde ficará um dos estacionamentos.

Pelo acordo firmado entre as partes, serão contratados 80 empregados no período de 60 dias após o acidente, sendo proibidas horas extras para os operadores de guindaste. Os demais operários só poderão fazer hora extra com programação. Vale lembrar que o operador do guindaste que não aguentou o último módulo da cobertura do lado norte, José Walter Joaquim, reclamou para o Ministério que estava trabalhando há 18 dias seguidos quando houve o acidente. Esse acordo vale a partir desta quinta até o encerramento da obra. Se a Odebrecht não cumprir esse acordo, o Ministério pode acionar a Justiça.

“Estamos recebendo o ministro para mostrar a obra e ainda lamentamos o que ocorreu no dia 27, quando perdemos dois companheiros. Agora, temos a missão de preparar o estádio para a abertura da Copa, reunir forças e tocar para frente. Segurança sempre foi nossa prioridade. Vamos trabalhar de mãos dadas com o Ministério para ter um fim de obra com sucesso”, afirmou Antônio Gaviolli, diretor de contrato da Odebrecht, que representou a construtora ao lado de Ricardo Corregio, gerente comercial da obra.

A previsão de entrega da Arena é 15 de abril de 2014.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.