Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
18º 27º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Mundial de Clubes

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

21/12/2013 19:33 - Atualizado em 21/12/2013 19:48

Brasileiros brilham e Bayern fatura Mundial de Clubes

Dante e Thiago Alcântara marcaram na vitória por 2 a 0 sobre Raja Casablanca

Brasileiro Dante abriu placar de 2 a 0
Crédito: Gerard Julien / AFP / CP

Uma das cenas mais repetidas em 2013 no futebol mundial se repetiu neste sábado em Marrakesh: Bayern de Munique campeão. O clube bávaro venceu o Raja Casablanca na final do Mundial de Clubes por 2 a 0, e levou o seu quinto troféu apenas neste ano. Já tinha conquistado a Liga dos Campeões, a Supercopa da Europa, o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha.

Para a conquista que fecha o ano perfeito, que foi dividido entre os técnicos Jupp Heynckes e Pep Guardiola, dois brasileiros em campo foram fundamentais. Dante e Thiago Alcântara (naturalizado espanhol) marcaram no primeiro tempo e deram toda a tranquilidade para o time ser campeão. O único título não conquistado pelo Bayern de Munique em 2013 foi a Supercopa da Alemanha, no início da caminhada do técnico catalão. Perdeu para o Borussia Dortmund na final. O Bayern de Munique já tinha dois Mundiais de Clubes, em 1976 e 2001, quando o torneio ainda era a Taça Intercontinental.

O jogo


Se contra o Atlético-MG, na semifinal, os lances do Raja Casablanca entraram e o time conseguiu a vitória, contra o Bayern de Munique, isso não aconteceu. Os alemães conseguiram impor sua ampla superioridade, e dominaram desde o primeiro minuto. Mas para os marroquinos, valeu pela bonita festa.

Até o primeiro gol do Bayern de Munique, aos sete minutos, o time já tinha atacado cinco vezes. Pep Guardiola optou por colocar Shaqiri como titular, e Müller como falso 9. Ambos funcionaram bem, com muita movimentação e inversões em suas posições. Mas o gol acabou vindo em bola parada, e com os zagueiros resolvendo. Jogada ensaiada em cobrança de escanteio feita pelo suíço na entrada da área, Boateng cabeceou para Dante, que encheu o pé.

Ribéry estava muito motivado por jogar na frente de muçulmanos, que é sua religião (Foto: Fadel Senna/ AFP)O Bayern continuou no ataque, criou as principais jogadas de ataque, mas foi exatamente quando o Raja conseguiu finalizar, duas vezes com Iajour, para os bávaros ampliarem. Alaba, destaque do jogo, fez boa jogada pela esquerda, deixou o marcador na saudade já dentro da área, e rolou para Thiago Alcântara, que chutou com estilo.
Até o fim do primeiro tempo, o Bayern de Munique teve chances com Dante e Shaqiri, mas o lance de mais emoção foi do Raja. Neuer saiu errado, e quase que Chtibi marca com o gol vazio.

Na volta do intervalo, o Bayern de Munique veio claramente se poupando, mas com o controle absoluto do jogo. Até que o Raja tentou atacar com mais vontade, e quase diminuiu em cabeçada de Iajour. Daí para o fim, pouco aconteceu, os bávaros já sabiam que não passariam por muitos riscos, e o Raja também estava ciente de que não conseguiria empatar contra o gigante alemão. Ao menos colocou uma bola na trave já nos minutos finais Foi só mesmo levar a partida até o fim e comemorar o encerramento de um ano histórico.
 
Bookmark and Share



Fonte: AFP







O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.